Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / 'Se eu ganhasse R$ 712, ia ser servente de pedreiro'

Sociedade

Educação

'Se eu ganhasse R$ 712, ia ser servente de pedreiro'

por Viomundo — publicado 23/09/2011 12h37, última modificação 23/09/2011 17h41
Declaração foi feita por um assessor da liderança do governo durante manifestação dos professores em Minas Gerais

Por Conceição Lemes*

O jornalista Flávio Pena, assessor da liderança do governo Antonio Anastasia (PSDB) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, provocou os professores acampados na frente ALMG dizendo:  “Se eu ganhasse 712 reais, ia ser servente de pedreiro”.

De quebra,  ofendeu os professores — há mais de 100 dias em greve pelo pagamento do piso da categoria estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC) — e os serventes de pedreiro.

O jornalista Flávio Pena é tucano e o deputado Luis Humberto Carneiro, o líder do governo Antonio Anastasia na Assembleia Legislativa mineira.

*Matéria originalmente publicada no blog Vi o Mundo

registrado em: