Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Novos protestos contra preços do transporte público devem ocorrer durante a semana

Sociedade

Mobilização

Novos protestos contra preços do transporte público devem ocorrer durante a semana

por Redação — publicado 17/06/2013 10h30, última modificação 17/06/2013 17h47
São Paulo e Rio devem ter suas maiores manifestações nesta segunda. Movimento ganha atos de apoio em dezenas de cidades na Europa e nos EUA
Ninja
Protestos em SP

Mais de 100 pessoas detidas em protesto contra o aumento da tarifa em SP

Diversas cidades no Brasil serão palco de manifestações contra o aumento do preços das passagens do transporte público. Por meio de redes sociais, há protestos agendados em todas as regiões do País e no exterior. As duas maiores ações devem ocorrer na tarde desta segunda-feira 17 em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde houve conflitos com a polícia em protestos na última semana.

Em São Paulo, o quinto ato contra o aumento das passagens começa no Largo da Batata, no centro da cidade, às 17 horas. O protesto deve ser o maior já organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL). Até o momento, há mais de 210 mil pessoas confirmadas pelo Facebook.

O Rio também terá o seu quinto protesto. O evento ocorre na Candelária, na Av. Presidente Vargas, também às 17 horas. Estão confirmadas mais de 56 mil pessoas.

Nesta segunda, mais cidades devem sediar protestos em escalas maiores que os observados nas últimas semanas. Em Salvador, o ato começa às 16 horas, na Av. Tancredo Neves, com quase 20 mil pessoas confirmadas. Belém e Maceió já chegam a marca de 10 mil presenças confirmadas para o evento.

Durante a semana, mais atos acontecem pelo Brasil. Estão programadas para quinta-feira 20, manifestações em diversas cidades pelo chamado Ato Nacional contra o aumento das passagens.

São Paulo. Após os conflitos entre manifestantes e policias na última semana na capital paulista, o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, deve se reunir pela manhã com a liderança do MPL. O encontro deve definir antecipadamente o percurso da manifestação nesta segunda para o planejamento da segurança.

Em entrevista coletiva no domingo 16, Vieira disse não querer a repetição dos fatos ocorridos na semana passada, quando os policias agrediram até mesmo jornalistas no protesto. O secretário também descartou o uso da Tropa de Choque e de bombas de gás lacrimogêneo nesta segunda.

O MPL afirmou que vai filmar a manifestação, identificar e denunciar pessoas no evento que depredarem o patrimônio público ou privado, atearem fogo ou provocarem a polícia.

Confira as datas e horários das manifestações em outras cidades do Brasil:

Segunda 17

- Salvador (BA): A capital baiana terá um ato às 16h, na Av. Tancredo Neves, 148. Na quinta-feira 20, também ocorrerá outro protesto a partir das 14h, no Campo Grande com destino à Fonte Nova. Estão confirmadas quase 20 mil pessoas.

Belém (PA): O movimento começa às 16h, no Mercardo de São Brás. Depois passará pelo BRT e terminará na praça da República. Mais de 13 mil pessoas estão confirmadas.

- Maceió (AL): A capital de Alagoas deve ter um ato contra o aumento das passagens às 16h. A concentração ocorre na Praça Centenário. Quase 10 mil pessoas estão confirmadas.

- Santos (SP): A concentração ocorre na praia em frente a Av. Conselheiro Nébias. O ato segue para a Balsa e depois para a Praça do Mercado do Peixe. O ato começa às 17h.  Quase 7 mil pessoas estão confirmadas.

- Bauru (SP): O movimento se encontra às 18 h na Praça Rui Barbosa em frente ao coreto. Será organizada uma caminhada na Avenida Rodrigues Alves.

- Foz do Iguaçú (PR): A “Marcha de Apoio à Revolta da Salada” ocorre a partir das 17h30. Há quase 3 mil pessoas confirmadas.

- Juiz de Fora (MG): A concentração começa às 16h30 na praça São Mateus. O trajeto passa pela Avenida Presidente Itamar Franco e segue até a antiga Prefeitura.

- Vitória (ES): A manifestação está marcada para às 17 horas, na Ufes e termina na Praça do Pedágio da Terceira Ponte. Estão confirmadas quase 10 mil pessoas.

Terça 18

- Maringá (PR): Terminal urbano de Maringá às 17h30.

- Ribeirão Preto (SP): Uma reunião pré ato começa às 18h, no Coreto da Praça XV. O ato em si ocorre na quinta-feira 20, às 17h no Teatro Pedro II, na Rua Álvares Cabral, 370.

- São Gonçalo (RJ): A concentração começa na Praça Zé Garoto, às 16h30. O ato segue em direção à Prefeitura Municipal. De lá, outro trajeto será realizado.

- Nova Iguaçu (RJ): O ato começa começa com um Fórum de Mobilização às 16h30, no campus da Universidade Federal Rural do Rio Janeiro (UFRRJ).

Quinta 20

- Recife (PE): Ainda não há detalhes sobre o local do protesto ou o horário (Acompanhe as atualizações aqui). Mais de 36 mil pessoas confirmaram presença.

- Florianópolis (SC): A manifestação ocorre no Ticen, no centro, às 18h. O endereço é Avenida Paulo Fontes, 701. O trajeto será decidido na hora do protesto.

- Manaus (AM): O protesto parte da Praça Da Matriz, na Rua da Instalação, às 17h. Quase 12 mil pessoas confirmaram presença.

- Goiânia (GO): a cidade terá o sexto ato contra o aumento das passagens. O movimento começa na Praça do Bandeirante, na Av. Goiás com Av. Anhanguera, às 17h. Há mais de 13 mil confirmados no Facebook.

- João Pessoa (PB): O ponto de partida é o Colégio Lyceu Paraibano, às 16h. Mais de 12 mil pessoas estão confirmadas.

- Joinville (SC): A passeata começa às 18h30. A concentração ocorre na Praça da Bandeira às 17h. A rota será definida no local.

- Blumenal (SC): O evento começa às 18h, em frente ao prédio da prefeitura.

- Campinas (SP): O protesto começa às 17h no Largo do Rosário, no centro. A passeata sai do local às 18h.

- Piracicaba (SP): Ato Nacional Contra o Aumento das Passagens, às 17h, no Terminal Central de Integração.

- Uberlândia (MG): A manifestação contra a qualidade do serviço público de transporte, a PEC 37 e o aumento de salários da Câmara começa às 17h, na praça Clarimundo Carneiro. O protesto segue pela Av Afonso Pena até a prefeitura.

Sexta 21

- Curitiba (PR): O ato começa às 18h na Praça Rui Barbosa, centro da cidade. Até o momento há mais de 22 mil confirmados no evento no Facebook.

- Uberaba (MG): O protesto começa às 17h, na Praça dos Correios. Após as 18h, o ato segue para a Praça Rui Barbosa.

Sábado 22

São Luiz (MA): O protesto parte da Praça Maria Aragão, às 14h. Há mais de 7,5 mil confirmados.

- São Bento do Sul (SC): A passeata tem início às 11h, na Praça Getúlio Vargas.

 

Movimentos no exterior. Os manifestantes contra o aumento dos preços do transporte público no Brasil ganharam apoio fora do País. No domingo 16, marchas organizadas por redes sociais levaram, segundo estimativas das polícias locais, mais de 250 pessoas às ruas de Berlim, capital da Alemanha, e outras 2 mil em Dublin, na Irlanda. Além de cerca de 100 manifestantes em Nova York, nos Estados Unidos, e 150 em Montreal.

Em Berlim, a passeata criticou principalmente a violência policial em São Paulo e os gastos com a realização de grandes eventos esportivos no Brasil. "Essa marcha é para mostrar aos alemães, para as pessoas que moram aqui e também para a mídia que está acontecendo algo no Brasil e que o país precisa ser olhado com atenção", disse Juliana Doraciotto, organizadora da manifestação em Berlim, à agência de notícias alemã Deutsche Welle.

O protesto, organizado pelas redes sociais, foi além do aumento da passagem e da violenta repressão policial em São Paulo. "Está relacionado também com maneira de fazer política no Brasil, ao transporte público de má qualidade e a como qualquer manifestação democrática é muito reprimida pela polícia, principalmente em São Paulo", explicou o estudante de Urbanismo Guilherme Maruyama da Costa.

Em Berlim, os manifestantes receberam o apoio do movimento turco que estava reunido próximo ao local de concentração e também da polícia, que interrompeu o trânsito para que a caminhada de 1,5 quilômetro entre os bairros de Kreuzberg e Neukölln pudesse acontecer sem problemas.

Na capital irlandesa, os manifestantes se reuniram no centro da cidade para o evento nomeado de Brazil Awakening Dublin. Não houve caminhadas pela cidade para não causar transtornos no trânsito por recomendação da polícia local.

O evento foi organizado pela jornalista brasileira Andréa Cordeiro pelo Facebook. Havia 3 mil presenças confirmadas.

Em Nova York, os brasileiros enfrentaram dificuldades para realizar o ato no Central Park. Eles ficaram no local com cartazes, mas não tinham autorização da polícia para fazer o evento.

Confira os outros locais no exterior com protestos nesta semana:

Segunda 17

- Chicago (EUA): Cloud Gate, às 19h.

Terça 18

- Espanha: Valencia e Madri terão protestos às 17h. Na capital espanhola, a ação será em frente a embaixada brasileira. Ao todo, passam de 2 mil os confirmados para o evento.

Barcelona (Espanha): Plaza Catalunya, às 17. Estão confirmadas 1,8 mil pessoas.

- Londres (Inglaterra): O protesto ocorre na Trafalgar Square, às 17h. Há mais de 4,3 mil presenças confirmadas.

- Munique (Alemanha): Marienplatz, às 17h.

- Lisboa (Portugal): Praça Luis de Camoēs, às 17h. Mais de 1,8 mil pessoas confirmadas.

- Coimbra (Portugal): Largo Dom Diniz e escadarias Monumentais, às 17h. Mais de 1,3 mil confirmados.

- Porto (Portugal): Avenida Dos Aliados, às 17h. Mais de 1,3 mil presenças confirmadas.

- Turim (Itália): O ato começa no Torino Porta Nuova, às 17h.

- Toronto (Canadá): Nathan Phillips Square, às 17h. Foram confirmados mais de 1 mil pessoas.

- Vancouver (Canadá): Vancouver Art Gallery, às 18h. Mais de 1,3 mil confirmados.

Quinta 20

- Frankfurt (Alemanha): Roßmarkt, às 16h.

Sábado 22

- Paris (França): Place Saint-Michel, às 17h. Mais de 4 mil pessoas confirmaram presença.

Com informações Agência Brasil e Deutsche Welle.

registrado em: ,