Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Mulheres de 48 países fazem ato no sábado em SP

Sociedade

Marcha Mundial das Mulheres

Mulheres de 48 países fazem ato no sábado em SP

por Redação — publicado 30/08/2013 14h52, última modificação 30/08/2013 15h03
Concentração está marcada para as 14 horas, em frente ao MASP, e marca o encerramento do Encontro Internacional
Flickr / Marcha Mundial das Mulheres
MMM

Ação da Marcha Mundial das Mulheres contra multinacional Vale no dia 27 de agosto

Mulheres de 48 países organizam no sábado 31 um ato na Avenida Paulista, em São Paulo para celebrar o encerramento do 9º Encontro Internacional da Marcha Mundial das Mulheres. A manifestação tem como tema Feminismo em Marcha para Mudar o Mundo. Desde o início da semana elas estão reunidas no Memorial da América Latina debatendo questões relacionadas à luta das mulheres ao redor do mundo. Às 9 horas acontece a Assembleia Geral da Marcha. O ato está previsto para começar às 14 horas. O percurso terminará na praça da República, onde acontecem os shows da cantora pernambucana Karina Buhr, das rappers cubanas Krudas Cubensi e do grupo de forró brasiliense Chinelo de Couro.

Esta é a primeira vez que o Brasil sedia a Marcha, movimento feminista internacional que surgiu no ano 2000 carregando as bandeiras pelo fim da pobreza e da violência.

Durante o Encontro, será eleita a nova composição do Secretariado Internacional da Marcha. O grupo do Brasil, que tem estado à frente do movimento mundial nos últimos anos, terá sua sucessão definida. “Foram sete anos nessa missão, com várias ações internacionais, com uma conjuntura que se complicou ainda mais, marcada pela crise geral do sistema e o recrudescimento dos ataques conservadores. Faremos um balanço desse período que vai nos fortalecer para o que venha adiante”, afirma coordenadora do Secretariado Internacional da MMM, Miriam Nobre.

O objetivo do evento foi promover debates, oficinas, shows e intervenções urbanas voltadas para mulheres de todas as idades e diferentes realidades. Foram abordadas questões envolvendo o próprio movimento, as ações das mulheres no mundo e os problemas que elas enfrentam.

A programação completa pode ser no site oficial da Marcha.

Exposição Feminismo em Marcha

Durante o Encontro também foi organizada uma exposição sobre o feminismo, na Galeria Olido, República, em São Paulo. A exposição fica aberta até o dia 30 de setembro e contém projeções, fotografias e materiais históricos, a exposição apresenta a trajetória, ações e principais temáticas abordadas pela Marcha Mundial das Mulheres em 62 países.