Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Manifestantes “escracham” casa do Coronel Ustra

Sociedade

50 anos do golpe

Manifestantes “escracham” casa do Coronel Ustra

por Redação — publicado 31/03/2014 17h42, última modificação 31/03/2014 17h52
Em ato contra os 50 anos do golpe de 64, o grupo Levante Popular da Juventude fez protesto na residência do antigo comandante do DOI-CODI, em Brasília

Em memória dos cinquenta anos do golpe de 1964, manifestantes fizeram um protesto em frente à casa do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra nesta segunda-feira 31, em Brasília.

Antigo comandante do DOI-CODI, ele é acusado de torturar mais de 500 pessoas no antigo Centro de Operações de Defesa Interna.

O Movimento Levante Popular da Juventude se reuniu no final da tarde desta segunda-feira 31, um dia antes do aniversário do golpe, em frente à casa de Ustra no lago Norte, na capital.

Os militantes penduraram faixas, gritaram palavras de ordem e picharam a frente da casa. Segundo o comunicado do grupo, trata-se de “um ato de repúdio a todos os abusos e violências sofridos pelos militantes que lutaram contra as arbitrariedades impostas pelo regime de exceção que vigorou no Brasil até 1985”.