Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Arte pelo fim da violência contra as mulheres

Sociedade

Movimento

Arte pelo fim da violência contra as mulheres

por Paula Thomaz — publicado 18/11/2010 12h33, última modificação 18/11/2010 17h11
ONG lança marca que deve ser o símbolo da violência contra as mulheres com programação cultural até dezembro
logo_vencedor_brunograell

A logomarca, de autoria de Bruno Graell, "mostra a atitude decidida de uma coletividade porque está representada por homens e mulheres". Foto: Reprodução

ONG lança marca que deve ser o símbolo da violência contra as mulheres com programação cultural até dezembro

Atividade integrante de uma jornada cultural que começa nesta quinta-feira 18 pelo fim da violência contra as mulheres, a ONG Católicas pelo Direito de Decidir lança o logotipo que pretende ser o símbolo desse movimento no Brasil, às vésperas do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, 25 de novembro.

Uma marca que reúne homens, mulheres e representa a diversidade por meio de suas cores é o que simbolizará a partir de hoje esse movimento. Para a coordenadora do Projeto Valéria Melki Busin, “o logotipo escolhido mostra uma atitude decidida de uma coletividade que é representada por homens e mulheres. A responsabilidade pelo fim da violência é de todos, inclusive dos homens”.

O design do logo é de autoria de Bruno Graell que já trabalhou na criação da campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”. Valéria acredita que a sensibilidade contida na marca vencedora pode ter vindo daí. “Acho que ele entende a questão da luta contra a violência” e lembra que o logo feito por Graell foi inscrito com um pseudônimo. “Não sabíamos que era dele”, fala.

Semana de atos – Depois da entrega do prêmio ao designer vencedor, terá início a jornada cultural que realizará atividades em vários espaços abertos de São Paulo, para refletir o problema da violência que afeta a dignidade das mulheres brasileiras. No domingo 21, serão grafitados um muro próximo à estação de trem de Santo André e outro na estação Barra Funda do metrô. Um show de encerramento está marcado para acontecer gratuitamente dia 5 de dezembro no parque do Carmo e terá presença da sambista Leci Brandão, Hip Hop Mulher e outros.

Veja a programação completa abaixo:

Dia 21/11 (domingo) - Grafitti das jovens em muro da CPTM da Barra Funda, em São Paulo (SP) Para marcar o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres (25 de novembro), o Grupo de Intervenção Feminista Maçãs Podres, nosso parceiro nesta ação, organizou um grupo de jovens para grafittar um muro da Rua da Várzea (São Paulo, SP), próximo Estação Barra Funda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), outra importante parceira nesta atividade. A partir de 10h. Outras  informações: www.sededeque.com.br

Dia 28/11 (domingo) - Grafitti dos jovens em muro da CPTM de Santo André (SP)
Para marcar o dia da Campanha do Laço Branco (6 de dezembro), que reúne homens que atuam para eliminar a violência contra as mulheres , o Grupo de Intervenção Feminista Maçãs Podres, nosso parceiro nesta ação, organizou um grupo de jovens para grafittar um muro da Rua Queiroz dos Santos (Santo André, SP), próximo Estação Santo André da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), outra importante parceira nesta atividade. A partir de 10h.

Dia 5/12 (domingo) - Show gratuito no Parque do Carmo, em São Paulo (SP)
A música pode juntar pessoas. Com mais volume, ela pode parar a violência!
Show com:  Leci Brandão, Dominatrix & Vange Leonel , Hip Hop Mulher : Amanda NegraSim, DJ Simmone, Rúbia Fraga e Tiely Queen.

Durante o show, acontecerá uma intervenção teatral surpresa. Para ver os vídeos de divulgação do show clique aqui.

registrado em: