Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Outro agricultor é assassinado

Sociedade

Pará

Outro agricultor é assassinado

por Redação Carta Capital — publicado 25/08/2011 18h09, última modificação 25/08/2011 18h25
Esse é o quarto trabalhador assassinado com fortes indícios de que os crimes tenham sido motivados por disputa pela terra no interior do Pará

O agricultor Valdemar Oliveira Barbosa, 56, foi assassinado à tiros na manhã desta quinta-feira 25, em Marabá, no interior do Pará. Conhecido como Piauí, ele também era sócio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e líder de ocupações de terras na região.

De acordo com a nota divulgada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o assassinato foi cometido por dois pistoleiros que trafegavam em uma moto. Segundo a Agência Pará de notícias do governo do estado, a Polícia Civil já iniciou as investigações do assassinato do agricultor.

Há mais de um ano Valdemar passou a coordenar um grupo de famílias que ocupavam a Fazenda Califórnia no Município de Jacundá. No final do ano passado as famílias foram despejadas da fazenda pela polícia militar do Pará. Piauí não perdeu o contato com as famílias e ameaçava voltar a ocupar novamente a Fazenda.

Os pistoleiros teriam sido contratados pelo fazendeiro dono do imóvel para impedir uma nova ocupação. Para a CPT, o assassinato de Piauí pode ter ligação com a tentativa de reocupação da fazenda. A vítima já havia registrado denúncia de ameaça à Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá (DECA), em maio deste ano.

Após o assassinato dos extrativistas José Cláudio e Maria do Espírito Santo, esse é o quarto trabalhador assassinado com fortes indícios de que os crimes tenham sido por motivados por disputa pela terra. Após três meses, apenas os assassinatos dos extrativistas de Nova Ipixuna foi parcialmente investigado. Dos seis homicídios, ninguém foi preso até o momento. O comportamento da polícia civil do Pará tem sido de investigar as vítimas e não os responsáveis pelas mortes, quando se trata de crimes no campo.

registrado em: