Você está aqui: Página Inicial / Revista / Dicionário eleitoral (para ingênuos) / A Comédie-Française no palco paulistano
Número 818,

Cultura

Teatro

A Comédie-Française no palco paulistano

por Igor Giannasi — publicado 23/09/2014 15h36
A atriz franco-brasileira Janaína Suaudeau convidou a diretora francesa Anne Kessler para "Não se Brinca com o Amor"
Divulgação
Não se brinca com o amor

Janaína Suaudeau e Bruno Stierli em "Não se brinca com o amor"

Para realizar o acalentado projeto de levar ao palco um dos maiores expoentes do romantismo francês, o poeta e dramaturgo Alfred de Musset, a atriz franco-brasileira Janaína Suaudeau convidou a diretora francesa Anne Kessler, da Comédie-Française, para comandar a encenação de Não se Brinca com o Amor. Janaína interpreta Camille, que aos 18 anos regressa ao vilarejo onde nasceu após temporada no convento. Desde a infância ela nutre amor pelo primo Perdican (Bruno Stierli), que não vê há dez anos.

O reencontro frustra, no entanto, as expectativas do pai de Perdican de casar os dois. Influenciada pelo que as freiras contaram sobre os homens, Camille decide se dedicar à religião. Vaidoso, Perdican se envolve com a ingênua Rosette (Natalia Gonsales) para provocar a amada. Ainda que traga refúgios cômicos e figurino atemporal, os densos diálogos e o fim trágico evidenciam a origem estilística da obra.

Não se Brinca com o Amor
Anne Kessler
Teatro Aliança Francesa, 
São Paulo
Até 26 de outubro

registrado em: ,