Você está aqui: Página Inicial / Revista / Sorria, você está sendo espionado / Talvez maduros
Número 753, Junho 2013

Cultura

Cinema

Talvez maduros

por Orlando Margarido — publicado 15/06/2013 11h09
Para os que acompanham a longa digressão amorosa em forma de trilogia de Jesse e Celine, "Antes da Meia-Noite" resulta talvez num contexto esperado
Talvez maduros

Ilusão renovada. Julie Delpy e Ethan hawke, o casal rumo á notória crise da maturidade

Antes da Meia-Noite
Richard Linklater

Para os que acompanham a longa digressão amorosa em forma de trilogia de Jesse e Celine, este capítulo final Antes da Meia-Noite, em cartaz na sexta 14, resulta talvez num contexto esperado. Aos 40 e poucos, o casal franco-americano interpretado desde o início por Ethan Hawke e Julie Delpy, agora com filhos seus e de casamento anterior dele e a vida razoavelmente estabilizada para começar a colher os frutos, alcança a crise notória dessa maturidade. É algo de revisão, de balanço de erros e acertos, que empurra o epílogo, ou seja, um conceito menos imediato que os ciúmes ou a insegurança do passado. Mas, se nos mostra essa face natural, talvez óbvia, o diretor Richard Linklater a trabalha de forma estanque, criando empatia para facilitar a homérica discussão.

Não é uma referência casual. Jesse e Celine estão de férias na Grécia, hospedados na casa de um escritor estrangeiro ali radicado. No primeiro quadro, temos a conversa do pai Jesse com o filho adolescente, ao conduzi-lo ao aeroporto para sua volta. Um lauto almoço espera o casal. O papo segue, então, com outros convivas sobre sexo, arte, aspirações... É praxe dos três filmes os longos percursos, e aqui eles têm uma finalidade quase mítica quando o par central caminha até um hotel, onde ganhou dos amigos uma noite tranquila. Não é a questão ali dar-se a ruptura, que imaginamos contornável, mas em que termos ela se dá. A discussão sobre o papel masculino e feminino é dura, ríspida até, num momento menos inspirado. Mas renova-se a ilusão, qualidade de Linklater que, como nos demais filmes, não desaponta.