Você está aqui: Página Inicial / Revista / Um dia na vida de um professor / Ilusões à venda
Número 749, Maio 2013

Cultura

Cinema

Ilusões à venda

por Orlando Margarido — publicado 18/05/2013 15h29
Alegado último filme de Steven Soderbergh, Terapia de risco, tem tanto elementos de denúncia, como de thriller
Terapia de risco

Efeito colateral. Jude Law como o enredado dr. Banks

Terapia de Risco
Steven Soderbergh

Terapia de risco, alegado último filme de Steven Soderbergh, tem um tanto de seus longas de denúncia, Contágio e Erin Brockovich, e outro de thriller como Traffic. Mas esse trabalho que estreia na sexta 17 recobre tudo com um dom de iludir. Se Soderbergh não está de volta ao cinema diretamente, recorre à produção de tevê com Behind the Candelabra, para a HBO, e em competição no atual Festival de Cannes, uma biografia do pianista Liberace. Da mesma forma, usa artimanhas para não contornar o óbvio neste Terapia, e alcança um dos melhores resultados da carreira recente. O óbvio seria partir do universo das drogas, lícitas e prescritas, e adicionar um triângulo amoroso suspeito. Vai-se além, contudo, na trama do psiquiatra Jonathan Banks (Jude Law) e sua paciente depressiva Emily (Rooney Mara), que ao ser medicada com um rótulo da moda tem sintomas violentos. Suspense psicológico com direito a reviravoltas.