Você está aqui: Página Inicial / Política / Serra foi atingido por bolinha de papel, mostra o SBT

Política

Farsa

Serra foi atingido por bolinha de papel, mostra o SBT

Telejornal exibe toda a sequência dos fatos e mostra que Serra só acusou o golpe 20 minutos depois
por Redação Carta Capital — publicado 21/10/2010 09h20, última modificação 22/10/2010 11h44
Serra foi atingido por bolinha de papel, mostra o SBT

Telejornal exibe toda a sequência dos fatos e mostra que Serra só acusou o golpe 20 minutos depois. Foto: reprodução

Telejornal exibe toda a sequência dos fatos e mostra que Serra só acusou o golpe 20 minutos depois

O baixo nível da campanha presidencial, antes restrito aos boatos e mentiras divulgados pela internet, às pregações de certas igrejas e ao noticiário de parte da grande mídia – além dos programas eleitorais, é claro - chegou finalmente às ruas. Consequência inevitável.

O tumulto que aconteceu ontem no bairro do Campo Grande, no Rio de Janeiro, entre simpatizantes das candidaturas de Serra e Dilma tem que ser condenado e preocupar as coordenações das duas campanhas, pois pode se repetir e causar maiores danos para ambos. E para o País.

Entretanto, é preciso relatar os fatos como eles aconteceram, e entre os telejornais exibidos na noite desta quarta-feira 20, parece que apenas o SBT Brasil conseguiu mostrar toda sequência dos acontecimentos.

Na matéria fica claro que o objeto que atingiu a cabeça do candidato foi uma simples bolinha de papel. Não foi uma pedra, nem um rolo de papel, nem um rolo de adesivos - versão final comprada pelos jornais do dia - como publicaram ontem os principais portais de notícias.

Pior: segundo a matéria exibida pelo SBT, Serra percebeu que recebera o golpe do objeto e olhou para o chão para identificá-lo. Depois, prosseguiu a atividade em meio ao tumulto sem nenhum dano físico aparentar, com interrupções para entradas e saídas de uma loja e do veículo que o havia conduzido ao local. Passados 20 minutos, segundo o SBT, ele recebeu um telefonema – veja na tela - e imediatamente pôs as mãos à cabeça. Só então decidiu interromper a caminhada.

Em seguida, contou o telejornal, Serra foi levado a um hospital e submetido a uma tomografia. Na tevê, surge o médico que o atendeu, a dizer que não houve ferimento, mas que havia recomendado ao candidato repouso por 24 horas. Ato contínuo, Serra suspendeu o restante da sua agenda do dia.

Veja você mesmo e escreva aqui suas conclusões: