Você está aqui: Página Inicial / Política / Racismo, homofobia, mídia e política

Política

Cidadania

Racismo, homofobia, mídia e política

por Brasilianas.org — publicado 16/11/2010 17h48, última modificação 16/11/2010 17h50
Indignados pela derrota que não esperavam, aliados da oposição tudo farão para continuar provocando confronto, conflitos e instabilidade na sociedade. Por Sonia Maria de Amorim

Do Blog da Sonia Maria de Amorim*

O racismo, a homofobia, o preconceito contra pobres... tudo isso não é exclusividade de São Paulo. Quem já viajou ou já viveu em outros cantos do País sabe. Mas é esta cidade de São Paulo que sedia a parcela maior da mídia que fomenta isso, de um modo camuflado, claro. É desta cidade, berço e domínio político-administrativo do tucanato, da fina flor da socialdemocracia, que se irradiou pro Brasil todo a imunda campanha eleitoral semeando o separatismo, a divisão, o ódio entre regiões, estados e cidadãos, instigando o preconceito e a intolerância.

Nenhum de nós é ingênuo a ponto de desvincular as manifestações racistas na internet, protagonizadas por um bando de babacas, logo após declarada a vitória de Dilma no domingo 31 à noite, e a violência homofóbica na Avenida Paulista na madrugada do último domingo, da guerra suja desencadeada pelo candidato da elite e apoiadores na eleição presidencial.

E o problema maior é que nem ele nem a mídia que o sustenta aceitam a vontade soberana do povo. Este é problema. Esta é a "herança maldita" de uma campanha obscena e obscurantista. E não é leviano supor que tais aliados, indignados agora mais ainda pela derrota que não esperavam, tudo farão pra continuar provocando confronto, conflitos e instabilidade na sociedade.

A Blogosfera Cidadã, que já desempenhou papel importante nesta eleição, denunciando, desmentindo, desarticulando muitas armações, deverá aumentar sua influência nos próximos anos. Temos todos que continuar mobilizados, diariamente alertando, denunciando, promovendo manifestações públicas e manifestos online, cobrando as autoridades judiciárias, monitorando, esclarecendo, educando, até...

Uma parcela considerável da população ainda é ingênua em relação aos meios de comunicação. Uma boa parte do povo acredita que jornais e redes de televisão têm compromisso com a verdade, com o País. Cabe a nós ajudar na informação e formação da cidadania. Tenhamos em mente isso o tempo todo. Deixemos de lado vaidades pessoais.

Pelo Brasil e pelo Povo Brasileiro, o independente e progressista Abra a Boca, Cidadão! não fugirá da luta, não abrirá mão do seu papel, não desviará 1 só milímetro da sua missão de apoio à construção da cidadania.

*Matéria publicada no site do Luis Nassif

registrado em: