Você está aqui: Página Inicial / Política / PSDB quer transformar o Bolsa Família em política permanente

Política

Senado

PSDB quer transformar o Bolsa Família em política permanente

por Redação — publicado 30/10/2013 18h11
O senador Aécio Neves, presidenciável tucano, diz querer evitar o uso eleitoreiro do programa

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), provável candidato do PSDB à Presidência da República em 2014, anunciou que seu partido vai apresentar um projeto de lei com o objetivo de transformar o programa Bolsa Família em “política de Estado”. De acordo com o senador, a proposta vai incorporar o Bolsa Família à Lei Orgânica de Assistência Social, a Loas (Lei 8.742/1993).

Aécio afirmou que a intenção de seu partido é evitar o uso eleitoral do programa. "O Bolsa Família deixará de ser o projeto de um governo, de um partido político, e passará a ser uma política de Estado", afirmou. Aécio afirmou que as famílias beneficiárias deixarão de passar pelo “tormento e pela angústia” de, às vésperas de eleições, serem “atemorizadas pela irresponsabilidade e leviandade de alguns que acham que os adversários irão interromper o programa”.

Aécio disse ainda que pretende apresentar outra proposta estabelecendo que os chefes de família que conseguirem emprego com carteira assinada continuem a receber o benefício por seis meses. O senador disse que as famílias ficam temerosas com a possibilidade de o chefe da família perder o emprego em poucos meses e ter dificuldades em ser recadastrado no programa.

Além disso, Aécio disse que o partido pretende fortalecer o acompanhamento escolar e de saúde das famílias beneficiadas.

"Queremos deixar para trás o tempo de ampliação do programa para, efetivamente, cuidarmos de verdade das famílias que compõem o programa Bolsa Família", afirmou. "Ao deixar de ser um programa de governo e passar a ser um programa de Estado, dará, em um primeiro momento, tranquilidade às famílias que recebem esse benefício transitório", disse.

Com informações da Agência Senado

registrado em: ,