Você está aqui: Página Inicial / Política / Polícia Federal quer acesso a dados da Receita e do BB

Política

Eleições 2010

Polícia Federal quer acesso a dados da Receita e do BB

por Redação Carta Capital — publicado 03/09/2010 10h49, última modificação 03/09/2010 12h05
Em programa de TV, Serra dedica 7 minutos ao assunto; Dilma responde: "Eles estão querendo ganhar no tapetão, mas não vão conseguir"

As novas da Terra das Denúncias. A Polícia Federal toma cada vez mais espaço nas investigações do vazamento de dados sigilosos de tucanos na Receita Federal. À Justiça, os federais solicitaram a quebra do sigilo telefônica da funcionária da Receita cujo computador foi usado para acessar as informações, Adeilda Ferreira Leão dos Santos.

Em outra frente, a denúncia feita pelo vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, de que seu sigilo também foi quebrado em uma conta do Banco do Brasil foi republicada pelo jornal O Globo, apesar de ter sido feita no dia 5 de agosto, quase um mês atrás. Agora, a PF também vai solicitar ao Banco do Brasil que forneça acesso ao sistema de controle das contas para verificar se houve, mesmo, violação.

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, segue atacando o PT - mesmo sem qualquer prova que ligue o partido aos vazamentos. "Isso não é política, é sujeira", vociferou o presidenciável. O programa eleitoral na TV do candidato na noite desta quinta-feira 2 passou 7 minutos a versar sobre o tema. Serra fez menção aos casos de Lurian, filha do presidente Lula usada por Fernando Collor na campanha de 1989, e Francenildo Costa, caseiro que teve o sigilo bancário quebrado no caso dos "aloprados". "Todos seremos Francenildos", preocupou-se em rede nacional o tucano.

A propósito de democracia, Dilma Rousseff defende-se das acusações: "Eles estão querendo ganhar no tapetão, mas não vão conseguir. Ao tentar responsabilizar minha campanha por fatos ocorridos em setembro de 2009, quando não havia nem campanha e nem pré-campanha, nem candidatura, nem pré-candidatura, o que eles querem é virar a mesa da democracia".

registrado em: