Você está aqui: Página Inicial / Política / Paulínia, em São Paulo, adota tarifa zero nos transportes públicos

Política

Tarifa zero

Paulínia, em São Paulo, adota tarifa zero nos transportes públicos

por Redação — publicado 17/07/2013 17h19
Medida foi anunciado pelo prefeito Edson Moura Jr. e passará a valer a partir de 1º de outubro

Depois dos protestos que tomaram as ruas de todo o País em junho, a cidade de Paulínia, no interior de São Paulo, foi a primeira a adotar a gratuidade no transporte público municipal. A medida foi anunciada nesta terça-feira 16 durante a cerimônia de diplomação do prefeito Edson Moura Jr. (PMDB) e passará a valer no dia 1º de outubro.

Moura Jr. assumiu a chefia do executivo municipal por meio de uma decisão da ministra Carmem Lúcia, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), depois que a candidatura do seu pai, Edson Moura (PMDB) foi barrada com base na Lei da Ficha Limpa na véspera da eleição, em outubro do ano passado. Por conta disso, o PMDB registrou o seu filho como candidato substituto. A manobra rendeu quatro pedidos de impugnação a Moura Jr. O Tribunal Regional Eleitoral indeferiu a candidatura dele em dezembro passado, e a defesa entrou com recurso no TSE que, em maio, por 5 votos a 1, o permitiu assumir a chefia do Executivo.

Durante as comemorações, o novo prefeito disse, segundo o jornal Correio Popular, que “Paulínia é uma cidade com recursos” e que não haveria motivos para não oferecer esse benefício à população. Moura Jr. ainda não deu detalhes de onde sairão os recursos para subsidiar a gratuidade da tarifa, que hoje é de um real.

Distante 118 km de São Paulo, Paulínia, na região metropolitana de Campinas, se desenvolveu rapidamente após a instalação de um dos maiores pólos petroquímicos da América Latina, que abriga diversas indústrias como a ExxonMobil Corporation e a Royal Dutch Shell. Dados do IBGE de 2012 mostram que a população local é de 87 mil habitantes, e o orçamento anual gira na ordem de 1 bilhão de reais.

registrado em: ,