Você está aqui: Página Inicial / Política / Os prováveis caminhos de Marina Silva no PSB

Política

Eleições 2014

Os prováveis caminhos de Marina Silva no PSB

por Redação — publicado 05/10/2013 13h55
A ex-senadora pode entrar na disputa presidencial como cabeça ou vice de chapa, ou disputar o governo do Rio
Agência Brasil
Marina Silva

Ex-senadora pode entrar na disputa presidencial como cabeça ou vice de chapa, além de disputar o governo do RJ

A ex-senadora Marina Silva decidiu neste sábado se filiar ao PSB para disputar as eleições do próximo ano. O anúncio foi feito pós o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negar o registro ao seu partido, a Rede Sustentabilidade. Mas o posto ao qual ela deve concorrer ainda está em aberto: a ela pode ser candidata a presidente, a vice, ou poderia concorrer ao governo do Rio de Janeiro.

No PSB, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, também é pré-candidato ao Planalto. Apesar de Marina aparecer mais bem colocada nas pesquisas de intenção de voto, o partido a quer para ser vice de Campos em uma chapa "puro-sangue". CartaCapital apurou que o lugar de vice deve ser o destino mais provável da ex-senadora.

Outra opção seria que o PSB baseasse a escolha pela cabeça da chapa nas pesquisas eleitorais, favorecendo Marina Silva. Na última pesquisa Datafolha, do início de agosto, Dilma Rousseff aparece com 35% das intenções de voto para 2014, seguida por Marina, com 26%. Aécio tinha 13% e Campos, 8%.

Um terceiro caminho para Marina pode ser a saída da disputa nacional e a tentativa de capitalizar votos no Rio de Janeiro. Em 2010, como candidata à Presidência, a ex-senadora ficou atrás apenas da então candidata Dilma Rousseff (PT), mas venceu José Serra (PSDB) com ampla vantagem.

Essa opção poderia ser facilitada pelo desgaste do governador Sérgio Cabral (PMDB), que deve ter dificuldades em emplacar seu sucessor.

Os caminhos de Marina dependerão do local de sua filiação ao PSB. Caso ela se filie no Acre, as possibilidades se resumem à disputa nacional. Se o registro ocorrer no Rio, são grandes as chances de uma candidatura ao governo fluminense em 2014.

Marina deve anunciar neste sábado seu destino em uma coletiva às 15h30, em Brasília.

registrado em: