Você está aqui: Página Inicial / Política / Nova lista de espionados sacode o RS

Política

Cenário Gaúcho

Nova lista de espionados sacode o RS

por Lucas Azevedo — publicado 22/09/2010 10h13, última modificação 22/09/2010 17h07
Ministério Público barra divulgação de nomes e causa mal estar com imprensa
Nova lista de espionados sacode o RS

Ministério Público barra divulgação de nomes e causa mal estar com imprensa. Por Lucas Azevedo. Foto: Luis Fernando Belmonte/ AG. RBS

Uma segunda lista com nomes que foram acessados com finalidade duvidosa pelo sargento da Brigada Militar que estava lotado no gabinete da governadora do RS, Yeda Crusius, foi divulgada nessa terça-feira. Mas como é costume o que vem acontecendo no cenário político gaúcho, a própria apresentação dos novos dados pelo Ministério Público geraram polêmica.

Durante a tarde, o promotor eleitoral Amilcar Macedo encaminhou à assessoria de imprensa do Ministério Público do RS a listagem para ser divulgada entre os veículos de comunicação. No entanto, o repasse foi impedido pela presidência do órgão. O motivo ainda é uma incógnita, já que a assessoria do MP apenas disse que foi instruída a não encaminhar o documento para que o órgão não se envolvesse oficialmente no episódio. O fato apenas serviu para o MPE entrar em uma briga que não era sua.

O impasse gerou um mal estar desnecessário. Além de apenas os veículos da RBS terem sido agraciados com o material, consta na lista de supostos espionados pelo gabinete da governadora a procuradora-geral de Justiça, Simone Mariano da Rocha. Em março de 2009, Simone foi nomeada por Yeda para o cargo em detrimento do então procurador geral, Mauro Henrique Renner, que recebeu 432 votos do colegiado, contra os 260 votos de Simone.

Durante esta quarta-feira, é esperada uma manifestação oficial do MP.

Confira a segunda lista divulgada pelo promotor eleitoral Amilcar Macedo, que investiga o uso irregular do Sistema de Consultas Integradas do RS por integrantes do alto escalão do Palácio Piratini. Vale lembrar que a função específica da Casa Militar e do Gabinete de Segurança Institucional do governo é manter a integridade da governadora:

- Adriano dos Santos Raldi (procurador federal, um dos que ajuizou, em agosto de 2009, ação de improbidade administrativa contra Yeda Crusius e membros do seu governo)
- Bayard Fischer (médico, suspeito de mandar matar o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do RS, Marco Antonio Becker, em dezembro de 2008)
- Bárbara Margareth André da Rocha
- Berfran Rosado (deputado estadual pelo PPS-RS, ex-secretário de Yeda e candidato a seu vice)
- Carla Marcon Della Giustina
- Carlos Roberto Bondan e familiares (coronel da Brigada Militar, comandante do Comando de Policiamento Metropolitano)
- Cid Martins (jornalista, repórter da Rádio Gaúcha – Grupo RBS)
- Cristina Bolson Marchezan
- Edilson Paim (delegado da Polícia Civil–RS)
- Edis Ferreira dos Santos Cunha (promotor de Justiça)
- Estella Maris Simon (ex-presidente do Departamento Estadual de Trânsito-RS)
- Gisele Uequed (candidata à deputada estadual pelo PV-RS e filha do ex-deputado federal Jorge Uequed)
- Guilherme Pacífico (delegado da Polícia Civil–RS)
- Humberto Trezzi (jornalista, repórter do jornal Zero Hora - Grupo RBS)
- Jayme Sirotsky (presidente emérito do Grupo RBS)
- Jorge Uequed (ex-deputado federal pelo PMDB-RS)
- Magda Koenigkan (ex-mulher de Marcelo Cavalcante )

- Marcelo Cavalcante e familiares (ex-representante do governo gaúcho em Brasília, encontrado morto em fevereiro de 2009 no lago Paranoá, na Capital Federal. Supostamente se suicidou. Sua morte ainda não foi totalmente solucionada)
- Marcelo Sirotsky (família Sirotsky – Grupo RBS)
- Maria Olivia Girardello Sirotsky (família Sirotsky – Grupo RBS)
- Mateus Bandeira (presidente do Banrisul)
- Neldo Augusto Dobke Valadão (assessor jurídico do MP-RS)
- Nelson Marchezan Jr. (deputado estadual PSDB-RS, candidato a federal)
- Paulo Roberto Mendes (coronel da Brigada Militar, ex-comandante da instituição, e juiz militar indicado por Yeda Crusius)
- Ranolfo Vieira Junior (delegado titular do Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil-RS)
- Renato Gava (jornalista, repórter do jornal Diário Gaúcho – Grupo RBS)
- Ricardo Englert (secretário da Fazenda do RS)
- Simone Mariano da Rocha (procuradora-geral de Justiça do RS)
- Wianey Carlet (radialista da Rádio Gaúcha – Grupo RBS)

Abaixo, primeira lista, divulgada em 5 de setembro:

- Adão Paiani (Ex-ouvidor da Secretaria da Segurança do RS)
- Ana Claudia Mazzali (capitã da Brigada Militar)
- Coronel Quevedo (Brigada Militar, ex-chefe da Casa Militar do governo Yeda; pediu afastamento na semana passada)
- Chefes do Serviço de Inteligência do Comando de Policiamento Metropolitano e do V COMAR (Quinto Comando Aéreo Regional)
- Claudio Manfroi (ex-presidente do PTB-RS)
- Eliseu Santos (ex-secretário da Saúde de Porto Alegre, assassinado no início do ano)
- Flávio Conrado (delegado da Polícia Civil)
- Flavio Koutzii (ex-deputado estadual do PT-RS)
- Heliomar Franco (delegado da Polícia Civil)
- Jefferson de Barros Jacques (major da Brigada Militar)
- Lair Ferst (empresário, uma das principais figuras do escândalo do Detran-RS, que deu origem à Operação Rodin)
- Luis Augusto Lara (deputado estadual do PTB-RS)
- Luis Carlos Busato (deputado federal do PTB-RS)
- Marco Aurélio Weisshmeimer (jornalista)
- Maria Lúcia Streck (jornalista)
- Nereu Lima (advogado)
- Roberto Sirotsky Gershenson (família Sirotsky – Grupo RBS)
- Políbio Braga (jornalista)
- Rafael Colling (jornalista)
- Ricardo Lied (ex-chefe de gabinete da governadora Yeda Crusius, um dos que pedia as consultas irregulares)
- Sandra Terra (assessora da governadora Yeda Crusius, uma das que pedia as consultas irregulares)
- Sérgio Zambiasi (senador do PTB-RS)
- Stela Farias (deputada estadual do PT-RS)
- Tania Regina Silva Reckziegel (presidente do PTB Mulher - RS)
- Tarso Genro (ex-ministro e candidato do PT ao governo do RS)
- Telma Cecília Torran
- Vanessa Guazzelli Braga
- Walna Vilarins Menezes (assessora da governadora Yeda Crusius, uma das que pedia as consultas irregulares)
- Yeda Rorato Crusius (governadora do RS)

registrado em: