Você está aqui: Página Inicial / Política / A Apple vai sobreviver sem Steve Jobs?

Política

1955-2011

A Apple vai sobreviver sem Steve Jobs?

por Redação Carta Capital — publicado 05/10/2011 20h52, última modificação 06/10/2011 11h10
Considerado por muitos como o maior executivo do mundo da tecnologia recente, sofria de um tipo raro de câncer no pâncreas

Steve Jobs, fundador da Apple e considerado o maior gênio do mundo da tecnologia atual, morreu nesta quarta-feira (5). A empresa colocou uma foto do executivo e a inscrição "1955-2011" em seu site. Ele vinha lutando contra um tipo raro de câncer de pâncreas nos últimos anos e deixara a presidência da companhia em agosto para se tratar.

Este foi o comunicado oficial da empresa em seu site: "A Apple perdeu um gênio criativo e visionário, e o mundo perdeu um ser humano incrível. Aqueles que tiveram a sorte de trabalhar com Steve perderam um querido amigo e um mentor inspirador. Steve deixou para trás uma companhia que só ele poderia ter construído e seue espírito será sempre a base da Apple".

Vocação para as ideias e para os negócios

Jobs foi um dos muitos executivos que cresceram  no Vale do Silício, região da Califórnia famosa pelas empresas de tecnologia de ponta. Ele fundou a Apple em 1976 com os amigos Ron Wayne e Steve Wozniak - ele projetou um computador pessoal na garagem da casa de seus pais. Quatro anos depois, a empresa abriu seu capital para investidores.

A revolução dos computadores pessoais dos anos 1980 teve a participação da Apple e de Jobs. Em 1984, ele apresentou o McIntosh. Nos anos seguintes, as vendas de computadores explodiu por todos os Estados Unidos.

Jobs deixou a Apple após problemas de relaciomento com os sócios em 1985 e viu a empresa começar a afundar. Onze anos depois, volta à direção da companhia e foca no lançamento de produtos com desenho simples, eficientes e de fácil utilização. Adotou a estratégia de fazer lançamentos de produtos de maneira bombástica, como um show. Lançou o ipod em 2001, o iphone em 2007 e o ipad em 2009, produtos que passaram a servir de inspiração para muitos concorrentes.

Jobs também foi fundador da Pixar, principal produtora de animações do mundo.

A Apple vai sobreviver sem Steve Jobs? Deixe seu comentário abaixo.

registrado em: