Você está aqui: Página Inicial / Política / Kassab vai na direção de PCdoB e PSB

Política

Partilha

Kassab vai na direção de PCdoB e PSB

por Redação Carta Capital — publicado 08/02/2011 16h59, última modificação 09/02/2011 14h30
Afastando-se do PSDB, o prefeito tenta se aproximar da base do governo federal oferecendo secretaria em troca de ministério e apoio para 2014. Foto: Agência Brasil
Kassab vai na direção de PCdoB e PSB

Afastando-se do PSDB, o prefeito tenta se aproximar da base do governo federal oferecendo secretaria em troca de ministério e apoio para 2014. Foto: Agência Brasil

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), ensaia colocar-se à frente de um motim paulista contra o PSDB. Desde a segunda-feira 7 as notícias são de que o ex-apadrinhado de José Serra voltou-se contra o criador, buscando aliança com o PMDB e com o PCdoB para "varrer os tucanos" do município e, quem sabe, do estado.

O plano de Kassab, segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo desta segunda-feira 7, seria indicar o vice em uma chapa PMDB-DEM para a eleição municipal de 2012. A recompensa seria um ministério para o atual prefeito e o apoio do PT à sua candidatura ao governo do estado em 2014.

Sobre a improvável proposta de aliança com o PCdoB, o jornal publicou na segunda-feira que o prefeito ofereceu ao partido uma secretaria. O "prêmio" para o PCdoB não é pequeno. Kassab abriu a vaga na Secretaria da Copa de 2014, órgão ainda a ser criado oficialmente. O secretário vai centralizar os esforços da cidade para sediar a competição.

Informações publicadas hoje pelo portal Terra mostram que Kassab também abriu diálogo com um segundo partido da base aliada, o PSB. O prefeito foi procurado pelo partido para conversas, assim como o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo, companheiro de DEM.

Os afagos entre a base governista e Kassab foram intensos durante o primeiro mês de governo Dilma - a começar pela troca de elogios entre a própria presidenta e o prefeito, na ocasião do aniversário de São Paulo, no dia 25 de janeiro.

Além disso, o prefeito recebeu elogios calorosos até do deputado federal Protógenes Queiroz, que ganhou notoriedade encabeçando a operação Satiagraha quando era apenas delegado da PF. Eleito pelo PCdoB e cotado para uma candidatura em 2012, Protógenes afirmou que "Seria uma honra suceder o Kassab, uma das melhores administrações da história de SP".

registrado em: ,