Você está aqui: Página Inicial / Política / Governador do Amapá foi preso hoje

Política

Investigação

Governador do Amapá foi preso hoje

por Redação Carta Capital — publicado 10/09/2010 15h29, última modificação 10/09/2010 15h30
Polícia Federal prende governador, ex-governador e mais de 16 pessoas para desbaratar organização criminosa

Polícia Federal prende governador, ex-governador e mais de 16 pessoas para desbaratar organização criminosa

A Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal, prendeu na manhã desta sexta-feira 10, na cidade de Macapá, o governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP).

A investigação é levada a cabo em conjunto com a Receita Federal, a Controladoria-Geral da União e o Banco Central. Sua missão é desbaratar uma organização criminosa, formada por servidores públicos do Estado e fora dele.

A PF apurou a existência de esquema de desvio de recursos da União que deveriam chegar a secretarias e órgãos públicos do Estado. Os contratos favoreciam empresas ligadas aos contraventores.

Também foi preso o ex-governador Waldez Góes, do PDT e mais 16 pessoas.

Góes é candidato ao Senado Federal. Pedro Paulo Dias é candidato à reeleição. Os dois são da coligação "O trabalho precisa continuar", (PP, PRB, PDT, PSL, PR, DEM, PHS, PCdoB e PTdoB).

O esquema da PF mobilizou 600 policiais, munidos de mandados de busca e apreensão expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça. Os mandados também estão sendo cumpridos em São Paulo, Paraíba e Pará.

As investigações avaliam as práticas de crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, peculato e lavagem de dinheiro, entre outras.

registrado em: