Você está aqui: Página Inicial / Política / Governo promete lealdade

Política

Ministro na Berlinda

Governo promete lealdade

por Agência Brasil publicado 21/10/2011 09h29, última modificação 21/10/2011 14h26
Em reunião com o presidente do PCdoB, o ministro Gilberto Carvalho fala que relação com partido é 'sólida' e 'fraterna'

Por Luciana Lima*

Ao se reunir com o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, na quinta-feira 20 no Palácio do Planalto, o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, tranquilizou o presidente da legenda dizendo que a relação do governo com os comunistas continua "sólida" e "fraterna". "Não é uma crise como essa que vai abalar uma relação como essa", disse o ministro.

O PCdoB enfrenta uma crise após as denúncias que atingem o ministro do Esporte, Orlando Silva. Na reunião, que durou cerca de 40 minutos, também estiveram presentes as ministras Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, e Ideli Salvatti, de Relações Institucionais. "O que fiz foi assegurar, asseverar que a relação do governo com o PCdoB continua sólida e fraterna", declarou Gilberto Carvalho.

O ministro disse ainda que o governo pretende tratar o tema com "cuidado e serenidade" e ponderou que o policial militar João Dias Ferreira, autor das acusações, neste momento não merece crédito. "Há uma acusação de uma pessoa que tem se mostrado desqualificada na denúncia", disse Gilberto Carvalho que também considerou que não há, até agora, provas contra Orlando Silva.

O ministro lembrou que qualquer decisão sobre o futuro do Ministério do Esporte será tomada exclusivamente pela presidenta Dilma, que mesmo em sua viagem pela África acompanhou com atenção todos os acontecimentos. "Ela [Dilma] tomará essa decisão com muita serenidade. É preciso pensar que há um ser humano, e um governo que é sério", disse.

Gilberto Carvalho disse ainda que o governo se preocupa com a imagem internacional do país devido as ações de organização da Copa do Mundo de 2014. "Cada crise tem sua face", disse o ministro. No entanto, Gilberto Carvalho ressaltou que as posições tomadas pelo ministro do Esporte até agora, são posições do governo.

*Matéria publicada originalmente em Agência Brasil

registrado em: