Você está aqui: Página Inicial / Política / Gabeira apoia Serra num eventual segundo turno contra Dilma

Política

Eleições 2010

Gabeira apoia Serra num eventual segundo turno contra Dilma

por Celso Marcondes — publicado 29/07/2010 12h16, última modificação 29/07/2010 14h17
Fechada a chapa para o governo do Rio de Janeiro, deputado carioca antecipa opção

Fechada a chapa para o governo do Rio de Janeiro, deputado carioca antecipa opção

Em junho, foi anunciada a chapa PV/PSDB/DEM/PPS para o governo do Rio de Janeiro. Fernando Gabeira (PV) para governador, Marcio Fortes (PSDB) para vice, Cesar Maia (DEM) e Marcelo Cerqueira (PPS) para o Senado.

Os quatro partidos acertaram que a campanha abrirá espaço em seus palanques para dois candidatos à presidência, José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV). Ambos estarão presentes à convenção que lançará a chapa.

O anúncio da coligação acabou sendo ofuscado pela declaração que o deputado Gabeira deu ao Blog do Noblat. Indagado sobre um eventual segundo turno entre Serra e Dilma, ele disse “num eventual segundo turno (assim) apoio Serra”.

A resposta padrão a perguntas similares costuma ser: “não trabalho com esta hipótese, minha candidata vai para o segundo turno”.

Imediatamente aconteceu uma reação dentro do PV. Falando à Folha de S.Paulo, o ex-deputado Luciano Zica, hoje no PV, perguntou qual seria a reação de Gabeira caso a disputa fique entre Serra e Marina no segundo turno. E qualificou de “lamentável” a resposta.

Compreende-se a revolta. Gabeira perdeu uma grande chance para dizer que acreditava numa escalada de sua companheira Marina Silva. Pelo jeito, digeriu a tese da eleição plebiscitária.

Para quem é responsável pela agenda de Marina e busca caminhos para que ela aumente sua exposição pública – caso de Zica –, Gabeira conclama ao relaxamento.

Mas, a rigor, quem acompanha a trajetória do deputado e olha para seus parceiros de chapa, não deveria ficar surpreso. Com o ex-prefeito César Maia e o tesoureiro tucano Márcio Fortes ao lado...

registrado em: