Você está aqui: Página Inicial / Política / Em pronunciamento, Dilma Rousseff destaca avanço do salário mínimo

Política

Dia do Trabalhador

Em pronunciamento, Dilma Rousseff destaca avanço do salário mínimo

por Redação — publicado 01/05/2015 09h50
Presidenta optou por falar aos trabalhadores em um curto vídeo publicado em uma rede social
Reprodução
Dilma_Rousseff_trabalhador.jpg

Presidenta optou por falar aos trabalhadores em um curto vídeo publicado em uma rede social

Em um vídeo publicado nesta sexta-feira 1 pelo Palácio do Planalto em uma rede social, a presidenta Dilma Rousseff fez o tradicional pronunciamento oficial no Dia do Trabalhador. Em pouco mais de um minuto, ela destacou a valorização do salário mínimo como “uma maiores conquistas” do trabalhador durante as gestões do PT. 

A presidenta optou por não falar em rede nacional na televisão e no rádio, temendo uma repercussão negativa semelhante ao “panelaço” ocorrido no discurso do Dia Internacional da Mulher. O governo nega que essa tenha sido a razão para o pronunciamento feito pelas redes sociais. 

A posição de Dilma foi criticada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). Na quinta-feira 30, o peemedebista afirmou que Dilma não falaria em rede nacional porque “não tem o que dizer” ao trabalhador. O senador Aécio Neves (PSDB) também atacou a decisão da petista ao dizer que ela se “acovardou” ao desistir do pronunciamento. O tucano ainda disse que a petista deveria explicar na televisão “o maior arrocho recessivo da historia recente do País”.

Em seu pronunciamento, Dilma afirma ter enviado ao Congresso, em março deste ano, uma Medida Provisória que “garante a política de valorização do salário mínimo até 2019”. A presidenta disse ainda que, “por lei”, tentará assegurar o aumento do poder de compra do trabalhador.   

No curto pronunciamento, ela destacou que uma lei semelhante, aprovada em 2011, garantiu o  aumento do salário mínimo em 14,8% acima da inflação durante o seu primeiro mandato, beneficiando mais de 45 milhões de trabalhadores e aposentados. 

A presidenta finalizou o vídeo lembrando que também enviou ao Congresso a correção da tabela do imposto de renda para que o trabalhador tenha o “salário preservado” e não precise “pagar um imposto maior”. 

Confira o pronunciamento no vídeo abaixo.