Você está aqui: Página Inicial / Política / Em oito anos, quase 3 mil servidores foram expulsos do governo por corrupção

Política

Era Lula

Em oito anos, quase 3 mil servidores foram expulsos do governo por corrupção

por Rede Brasil Atual — publicado 10/01/2011 18h01, última modificação 10/01/2011 18h09
O principal motivo foi o uso de cargo para obtenção de vantagens, seguido pela improbidade administrativa. Da Rede Brasil Atual

Por Virginia Toledo

Quase 3 mil servidores públicos federais foram demitidos nos últimos oito anos por envolvimento em práticas ilícitas. Entre o período de janeiro de 2003 e dezembro de 2010, 2.969 funcionários do Poder Executivo Federal receberam punições expulsivas, segundo dados da Controladoria-Geral da União (CGU) divulgados nesta segunda-feira (10).

De acordo com a CGU, foram demitidas 2.544 pessoas, 247 perderam cargos comissionados e 178 tiveram a aposentadoria cassada. O principal motivo foi o uso de cargo para obtenção de vantagens, seguido pela improbidade administrativa. Recebimento de propina, lesão aos cofres públicos e abandono de cargo também figuraram entre os principais motivos.

O Rio de Janeiro encabeçou a lista dos estados com maior número de punições administrativas - no período de 2007 a 2010 - com 297 casos. Seguidos pelo Distrito Federal (215) e São Paulo (155).

Em 2010, ano que apresentou o maior número de punições, o número total de servidores penalizados foi de 521, com 433 casos de demissão, 35 penas de cassação de aposentadoria e 53 de destituição de cargos comissionados. O aumento em relação a 2009 foi de18,94% (de 438 para 521 casos, no total).

registrado em: