Você está aqui: Página Inicial / Política / CNT/MDA: Aécio ultrapassa Marina e Dilma lidera

Política

Eleições 2014

CNT/MDA: Aécio ultrapassa Marina e Dilma lidera

por Redação — publicado 04/10/2014 11h38, última modificação 04/10/2014 11h48
Candidato tucano tem 24% das intenções de voto, contra 21,4% da ex-senadora. Dilma lidera com 40,6% e venceria ambos no segundo turno
Divulgação
Eleições

Aécio Neves (PSDB) aparece à frente de Marina Silva (PSB) pela primeira vez desde que a ex-senadora entrou na disputa.

Nova pesquisa CNT/MDA divulgada neste sábado 4, às vésperas das eleições, mostra Aécio Neves (PSDB) ultrapassando Marina Silva (PSB) no percentual de votos no primeiro turno: 24%, ante 21,4% da ex-senadora. Candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) lidera com 40,6% das intenção de votos no primeiro turno.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O levantamento aponta para a realização do segundo turno entre Dilma e Aécio.

A pesquisa, contratada pela Confederação Nacional do Transporte, indica uma recuperação do candidato tucano e uma forte queda em sua rejeição, com relação ao levantamento anterior realizado em 29 de setembro: a proporção de eleitores que não votariam em Aécio Neves de jeito nenhum passou de 42,6% para 37%, uma queda de 5,6 pontos percentuais. Os índices de rejeição de Marina e Dilma não sofreram alterações e continuam na faixa dos 42%.

Nas simulações do segundo turno, a candidata petista vence em todos os cenários. Dilma atinge 46% contra 40,8% de Aécio. Já em uma disputa com Marina Silva, a atual presidenta chega a 47,6%, enquanto a candidata do PSB fica com 37,9%.

Levy Fidelix (PRTB), acusado de fazer discurso homofóbico nos últimos debates presidenciais promovidos na televisão, pontuou pela primeira vez e chegou a 0,5% das intenções de voto.

Segundo a CNT, foram ouvidas 2002 pessoas em 137 municípios de 25 unidades federativas nas cinco regiões do País entre os dias 02 e 03 de outubro. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR -1032/2014.