Você está aqui: Página Inicial / Política / Chega de trololó. Agora a disputa é voto a voto

Política

Corrida Eleitoral

Chega de trololó. Agora a disputa é voto a voto

por Paulo Cezar da Rosa — publicado 15/10/2010 16h01, última modificação 15/10/2010 16h03
A campanha eleitoral chega ao seu final com resultado indefinido. Do Rio Grande do Sul vem um chamamento para o combate nas ruas. Por Paulo Cezar da Rosa

A campanha eleitoral chega ao seu final com resultado indefinido. Do Rio Grande do Sul vem um chamamento para o combate nas ruas

Estou quase arrependido. Abri aqui neste espaço, na abertura do segundo turno, uma reflexão sobre o que deveria ser feito na campanha Dilma para corrigir problemas oriundos do primeiro turno. Sei que não sou o culpado, mas penso que todo mundo começou a fazer o mesmo e isto está muito errado.

Nas últimas semanas, esta campanha ganhou contornos que não nos permitem mais tecer reflexões sobre o seu desenvolvimento. O que a direita desencadeou é a campanha mais sórdida e reacionária que já assisti. E diante disso, é preciso reagir.

Creio que a campanha Dilma encontrou seu eixo. Nesta quinta feira, dia 14 de outubro de 2010, escrevo depois de ter assistido o Jornal Nacional e o Programa Eleitoral. Fiquei contente com o que assisti. Dilma aprofundou o debate. Colocou o tema das privatizações e do Pré-Sal no colo do adversário. E Serra, no Jornal, estranhamente, saiu em defesa da união civil entre homossexuais. Leitura da noite: Dilma cresce e Serra se perde a partir de agora. Mas com uma condição: é preciso disputar voto a voto. É preciso falar com todo mundo. É preciso desmascarar essa campanha mentirosa e nojenta da direita. É preciso defender com todas as forças o caminho que o Brasil escolheu com Lula.

Estamos discutindo demais e agindo pouco. Não é mais hora de ficar traçando estratégias.

Chega de conversa. A hora é de ganhar votos e defender o Brasil.

registrado em: