Você está aqui: Página Inicial / Política / Casa Civil se recusa a dar informações sobre Rosemary para MPF

Política

Operação Porto Seguro

Casa Civil se recusa a dar informações sobre Rosemary para MPF

por Redação — publicado 21/05/2013 16h51, última modificação 21/05/2013 17h40
Segundo o Ministério Público Federal em São Paulo, a pasta não cedeu o processo de sindicância instaurado para apurar as suspeitas contra a ex-chefe do gabinete da presidência

O Ministério Público Federal em São Paulo emitiu nota dizendo que a Casa Civil negou informações sobre o processo de sindicância instaurado para apurar as suspeitas contra Rosemary de Noronha, antiga chefe de gabinete da Presidência em São Paulo. O MPF afirma ter pedido a íntegra do processo, mas a pasta, ligada à Presidência, recusou-se a cedê-lo.

Rosemary é suspeita de diversos ilícitos quando era chefe do gabinete e foi investigada na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal. Ela é alvo de ação penal, encaminhada pelo MPF em dezembro do ano passado, por falsidade ideológica, tráfico de influência, corrupção passiva e formação de quadrilha.

Segundo o MPF, a subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil informou que “o chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República não tem competência para prestar a informação requisitada”.

Em sua nota, o Ministério Público disse que a atitude da Casa Civil “constitui um sério obstáculo ao pleno conhecimento dos ilícitos praticados” e que tomará as “atitudes cabíveis”, sem detalhar quais seriam elas.

Procurada, a assessoria de imprensa da Casa Civil disse que se pronunciaria assim recebesse informações sobre o pedido.

registrado em: ,