Você está aqui: Página Inicial / Política / Carlos Lupi pede demissão

Política

Ministério do Trabalho

Carlos Lupi pede demissão

por Redação Carta Capital — publicado 04/12/2011 21h34, última modificação 04/12/2011 21h40
Ministro, sexto a cair por denúncias de corrupção, disse ser perseguido pela mídia e acusou Comissão de Ética Pública da Presidência da República de condená-lo sumariamente
lupi

Ministro, sexto a cair por denúncias de corrupção, disse ser perseguido pela mídia e acusou Comissão de Ética Pública da Presidência da República de condená-lo sumariamente. Foto: José Cruz/Agência Brasil

Alvo de denúncias de desvio de recursos públicos de convênios assinados com ONGs para capacitação de trabalhadores, o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, pediu demissão no domingo 4. Em nota publicada no site do ministério, ele atribui sua saída à "perseguição política e pessoal da mídia."

O ministro, o sexto do governo da presidenta Dilma Rousseff a cair por suspeitas de irregularidades, perdeu ainda mais apoio após denúncia do jornal Folha de S.Paulo de que ele havia acumulado dois empregos públicos por cerca de cinco anos. Além disso, na última semana, a Comissão de Ética da Presidência da República recomendou a sua demissão.

Com a saída de Lupi, Paulo Roberto Pinto, o segundo na hierarquia da pasta, assume interinamente.

Em seu comunicado, Lupi diz que não teve o direito de se defender das acusações da mídia ou da "condenação sumária" da Comissão de Ética da Presidência da República. "Faço isto para que o ódio das forças mais reacionárias e conservadoras deste País contra o trabalhismo não contagie outros setores do governo."

Com informações Agência Brasil.

registrado em: ,