Você está aqui: Página Inicial / Política / Candidatura de Marina pode provocar 2º turno

Política

Eleições 2014

Candidatura de Marina pode provocar 2º turno

por Redação — publicado 15/10/2013 21h19, última modificação 15/10/2013 21h39
Pesquisa Vox Populi/CartaCapital mostra que a ex-senadora ficaria em segundo lugar, tirando da disputa o candidato tucano, seja Serra ou Aécio

Se as eleições presidenciais fossem realizadas hoje, Dilma Rousseff (PT) poderia vencer no primeiro turno em qualquer um dos cenários pesquisados, aponta a pesquisa Vox Populi/CartaCapital. Quando o candidato do PSB é o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a petista tem mais votos que a soma de seus adversários. Quando o nome pessebista é a ex-senadora Marina Silva, a vantagem de Dilma sobre os rivais fica dentro da margem de erro e, portanto, não é possível afirmar a vitória no primeiro turno.

Com Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) na disputa, Dilma teria 43% das intenções de voto, contra 20% do tucano e 10% de Campos. Neste cenário, 18% dos eleitores votariam em nulo ou em branco e 10% se dizem indecisos.

No cenário com José Serra (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), o quadro é semelhante. Dilma fica com 42%, Serra tem 21% e Eduardo Campos tem 12%. A quantidade de votos brancos e nulos soma 17% e a de indecisos, 8%.

Uma possível candidatura da ex-senadora Marina Silva (PSB) altera os cenários. Em vez do candidato tucano, quem vai para o segundo turno é a ex-senadora. Numa disputa com Dilma Rousseff e Aécio Neves, Marina tem 23%, contra 41% da petista e 17% do tucano. Os indecisos são 6% e os brancos/nulos, 13%.

No quarto cenário, Dilma tem 41% das intenções de voto, contra 21% de Marina Silva e 19% de José Serra. Os indecisos são 6% e os votos brancos/nulos, 13%.

A pesquisa Vox Populi/CartaCapital entrevistou 2,2 mil eleitores em 179 municípios entre 11 e 13 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.