Você está aqui: Página Inicial / Política / Brasil decide comprar caças suecos, anuncia Amorim

Política

Saab Gripen NG

Brasil decide comprar caças suecos, anuncia Amorim

por Agência Brasil publicado 18/12/2013 18h41, última modificação 18/12/2013 18h48
Ministro da Defesa informou que próxima etapa é negociação do contrato, que pode durar um ano; as 36 aeronaves custarão
Antonio Cruz/ABr
Ministro da Defesa, Celso Amorim

Celso Amorim, ministro da Defesa, disse que escolha foi feita com base em "ponderações muito cuidadosas"

O ministro da Defesa, Celso Amorim, informou nesta quinta-feira 18 que o governo brasileiro optou pela compra de 36 caças suecos Saab Gripen NG. O Brasil irá pagar 4,5 bilhões de dólares pelas aeronaves até 2023.

O chamado Projeto FX-2, que inclui os caças, teve início em 2001. Aeronaves de três países disputaram o contrato com o governo brasileiro. Além do Saab Gripen NG, o Boeing F-18E/F Super Hornet, dos EUA; e Dassault Rafale F3, da França, estavam na disputa. O modelo sueco substituirá os Mirage 2000, que serão aposentados este mês.

O ministro disse que a escolha foi "objeto de estudos e ponderações muito cuidadosas", levando em conta a performance, transferência efetiva de tecnologia e custo de aquisição e manutenção. De acordo com Amorim, a escolha pelos aviões suecos foi "o melhor equilíbrio desses três fatores".

Amorim informou também que a próxima etapa é a negociação do contrato, que poderá durar cerca de um ano. Somente após o contrato, serão feitos os pagamentos à empresa sueca, e com isso, não há previsão de afetar o orçamento da União de 2014.

Se a negociação ocorrer dentro do prazo previsto, o contrato deve ser assinado em dezembro de 2014, e o primeiro caça sueco deve chegar para a Força Aérea Brasileira (FAB) no final de 2018. Com a desativação dos Mirage 2000, a FAB irá usar os caças F5M até a chegada dos aviões Gripen.