Você está aqui: Página Inicial / Política / Armando Monteiro é nomeado novo ministro do Desenvolvimento

Política

Reforma Ministerial

Armando Monteiro é nomeado novo ministro do Desenvolvimento

por Redação — publicado 01/12/2014 15h51
O senador pelo PTB, que é ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria, foi escolhido para o cargo atualmente ocupado por Mauro Borges
Leo Caldas/ PTB

Armando Monteiro é o nome escolhido pela presidenta Dilma Rousseff como ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O anúncio foi feito nesta segunda-feira 1º. Monteiro é senador (PTB-PE) e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Será o titular do ministério no lugar de ministro Mauro Borges.

De acordo com nota publicada no Blog do Planalto, "a presidenta Dilma agradece a dedicação e lealdade do ministro Mauro Borges, que permanecerá no ministério até que esteja concluída a transição e a formação da nova equipe."

O futuro ministro iniciou a vida política em 1990, como filiado do PSDB. Em 1997, deixou a legenda tucana e filiou-se ao PMDB, partido pelo qual conquistou, em 1998, o primeiro mandato de deputado federal. Em 2003, deixou o PMDB e vinculou-se ao PTB, reelegendo-se deputado federal em 2002 e em 2006. Em 2010, foi eleito senador pelo estado de Pernambuco, na chapa liderada pelo então candidato a governador Eduardo Campos. Em 2014, disputou o governo do estado, mas foi derrotado em  primeiro turno pelo candidato do PSB, Paulo Câmara. Ele também foi deputado estadual por três legislaturas.

Entre 2002 e 2010, o novo ministro presidiu a CNI. No mesmo período acumulou as presidências do Sesi e do Senai. Antes, chegou a dirigir o Conselho de Administração do Sebrae. Monteiro também foi presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco e do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos de Pernambuco. Atualmente, no Senado, integra as comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Assuntos Econômicos (CAE) e Educação, Cultura e Esporte (CE).

Na quinta-feira 27, a presidência anunciou também o novo ministro da Fazenda Joaquim Levy e o novo ministro do Planejamento Nelson Barbosa.

Com informações da Agência Brasil.