Você está aqui: Página Inicial / Política / Agrotóxico usado na agricultura contamina leite materno no MT

Política

Saúde

Agrotóxico usado na agricultura contamina leite materno no MT

por Redação Carta Capital — publicado 23/03/2011 16h55, última modificação 23/03/2011 16h55
Pesquisa detecta substância em todas as moradoras que participaram da pesquisa na segunda maior cidade produtora de grãos do estado. Da Redação

Pesquisa detecta substância em todas as moradoras que participaram da pesquisa na segunda maior cidade produtora de grãos do estado

O município de Lucas do Rio Verde, no norte do Mato Grosso, chama a atenção por ser o segundo maior produtor de grãos do estado. Somente em 2009, cultivou 410 mil hectares de soja e milho. E para a plantação resistir e dar bons resultados, foram utilizados 5 milhões de litros de agrotóxico naquele ano. Tudo perfeito, não fossem os problemas para a saúde.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Mato Grosso, de autoria da bióloga Danielly Palma, detectou a presença de agrotóxicos no leite materno de 62 mulheres que moram na cidade, que tem 45 mil habitantes. Dez substâncias foram determinadas e todas as amostras de leite apresentaram pelo menos um tipo de agrotóxico analisado.

Para realizar o estudo, foram coletadas amostras de leite de 62 mulheres entre a 3ª e a 8ª semana após o parto. “Os resultados podem ser oriundos da exposição ocupacional, ambiental, alimentar do processo produtivo da agricultura que expôs a população a 114,37 litros de agrotóxicos por habitante na safra agrícola de 2009/2010”, afirma Danielly.

registrado em: