Você está aqui: Página Inicial / Mais Admiradas / Aécio Neves: PT fez a maior privatização da história brasileira

Mais Admiradas

Mais Admiradas

Aécio Neves: PT fez a maior privatização da história brasileira

por Piero Locatelli — publicado 29/10/2013 14h40, última modificação 29/10/2013 16h42
Para o senador, partido "demonizou por 10 anos as parcerias com o setor privado" e gerou desconfiança nos empresários
Pedro Presotto
Aécio Neves

O senador Aécio Neves, provável presidenciável do PSDB à Presidência

O senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, classificou o leilão do campo de Libra como "um fracasso". Em entrevista concedida a CartaCapital durante a entrega do prêmio às Empresas Mais Admiradas no Brasil, na segunda-feira 28, o ex-governador de Minas Gerais disse estranhar que o PT tenha adotado como política uma parceria que sempre "demonizou".

“O PT demonizou por dez anos as parcerias com o setor privado: as PPPs, as concessões, as privatizações. E agora cede, mas o faz de maneira improvisada e envergonhada,” disse. “No PT ainda hoje tem uma discussão semântica, se é privatização, se é concessão. Na verdade, o PT fez no leilão do pré-sal a maior privatização da história brasileira.”

Aécio disse a licitação do campo de Libra demonstrou que os empresários estrangeiros estão desconfiados em relação ao Brasil. “Apenas um consórcio, com apoio da Petrobras, foi viabilizado em razão das grandes dúvidas que existem em respeito a contratos e o respeito a eles no Brasil. Em outras áreas também, como rodovias,” afirmou o senador.

A avaliação de Aécio é que o Brasil fez as concessões tardiamente. “O equívoco foi lá atrás, quando nós ficamos desde 2007 até 2012 sem oferta de nenhuma área. Enquanto isso, a indústria de petróleo investiu mais de 300 bilhões de dólares, e nada veio para o Brasil.”

Para o senador, os empresários também desconfiam da “condução macroeconômica” do país. Segundo ele, o papel do governo na questão cambial, na meta de inflação e no superávit primário geram pessimismo nos empresários.

registrado em: