Você está aqui: Página Inicial / Mais Admiradas / AmBev: abra mais uma garrafa

Mais Admiradas

As Empresas Mais Admiradas no Brasil

AmBev: abra mais uma garrafa

por Redação — publicado 26/10/2015 08h37, última modificação 26/10/2015 11h21
Eficiente em processos e nos investimentos, a empresa agrega novos nichos e aumenta seu valor de mercado
Ambev

Presença recorrente na lista das empresas mais admiradas, neste ano com a sua melhor colocação, a AmBev ganhou destaque nos últimos meses como a companhia de maior valor de mercado do Brasil.

No fim de julho, a fabricante de bebidas valia em bolsa 92,2 bilhões de dólares, mais que o dobro da Petrobras e três vezes a cotação da Vale.

A receita do sucesso consiste em perseguir o modelo de gestão baseado na meritocracia, no estabelecimento de metas claras, na eficiência de processos e em investimentos para expandir a capacidade e a qualidade no atendimento à crescente demanda. 

De olho em um consumidor mais exigente, a empresa busca o crescimento em nichos como os de cervejas premium, um segmento com expansão quatro vezes mais rápida que a média dos produtos convencionais. Neste ano, a empresa adquiriu o controle da cervejaria artesanal Colorado.

“O brasileiro procura novas experiências, nós estamos atentos a esses anseios e trabalhamos para surpreendê-lo com inovações e diferentes opções para os seus momentos de celebração e diversão”, explica o vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da AmBev, Nelson José Jamel. 

Em 2014, as cervejas premium registraram um crescimento de 20% nas vendas. Hoje, o segmento liderado por Budweiser, Original, Stella Artois e Corona já representa 8,5% do volume total de vendas da empresa no Brasil.

“A venda desses rótulos deve continuar a crescer acima da média da indústria e temos um plano sólido para liderar esse movimento. Outro exemplo do nosso foco em inovação, a Brahma 0,0%, menos de dois anos após seu lançamento já é a marca líder de vendas entre as cervejas não alcoólicas e representa cerca de 1% do volume total comercializado pela AmBev”, aponta.

Para acompanhar as tendências, a empresa investe 180 milhões de reais na construção de um novo centro de inovação e tecnologia, com início de obras previsto para o fim deste ano e conclusão em 2016. Será o principal núcleo da América Latina, instalado em mais de 36 mil metros quadrados na Ilha do Bom Jesus, no Rio de Janeiro.

O centro contará com plantas fabris experimentais em nano e microescalas e  capacidade para gerar protótipos em quantidade suficiente ao atendimento da demanda crescente por novos produtos e à comercialização em mercados teste.

Desde 2002, a AmBev reduziu o consumo de água em mais de 40%. A meta global da empresa é alcançar um índice médio de consumo de água de 3,2 litros para cada litro de bebida até 2017. Em 2013 teve início a implantação de um projeto nas cervejarias de São Luís, no Maranhão, Itapissuma, em Pernambuco e Aquiraz, no Ceará, para reaproveitar os efluentes industriais tratados pela AmBev e devolvê-los ao meio ambiente.