Você está aqui: Página Inicial / Internacional / WikiLeaks publica primeiros vídeos de Edward Snowden em Moscou

Internacional

Espionagem

WikiLeaks publica primeiros vídeos de Edward Snowden em Moscou

por AFP — publicado 12/10/2013 17h22, última modificação 14/10/2013 08h51
"Se não pudermos compreender as políticas e os programas de nosso governo, não poderemos dar nosso consentimento sobre sua regulação", disse o ex-agente
snowden.jpg

Snowden em Moscou, em imagem capturada de um dos vídeos do ex-agente divulgados pelo WikiLeaks

Moscou (AFP) - O WikiLeaks publicou na noite de sexta-feira os primeiros vídeos do ex-consultor da inteligência americana Edward Snowden desde que ele recebeu asilo na Rússia, nos quais ele fala dos perigos que pesam sobre a democracia durante a entrega de um prêmio.

"Se não pudermos compreender as políticas e os programas de nosso governo, não poderemos dar nosso consentimento sobre sua regulação", disse Snowden em um breve vídeo postado no site do WikiLeaks, especializado em vazar informações confidenciais.

Segundo o site, o vídeo foi gravado na quarta-feira quando Snowden se encontrou com um grupo de quatro ex-agentes da inteligência americana e com ativistas.

"Como alguém muito inteligente disse recentemente, 'não temos um problema de vigilância, mas um problema de falta de conhecimento'", declarou Snowden aos agentes na cerimônia em Moscou.

De acordo com o WikiLeaks, na cerimônia em questão o ex-oficial da CIA Ray McGovern entregou o "Prêmio da Integridade" a Snowden.

"Acreditamos que outras pessoas da mesma qualidade moral seguirão seu exemplo, iluminando zonas escuras e trazendo à tona crimes que colocam em risco nossos direitos civis como cidadãos livres", disse McGovern citado pelo WikiLeaks.

Nos vídeos é possível ver Snowden e os quatro ex-funcionários da inteligência americana conversando e sorrindo em um jantar, em uma sala em um local que não foi identificado.

Snowden reiterou os riscos da vigilância exercida pela NSA (Agência Nacional de Segurança), afirmando que a espionagem indiscriminada está muito longe de ser um programa de segurança legítimo.

"É como uma rede de vigilância maciça, que coloca populações inteiras sob a vigilância de um olho que vê tudo, embora não seja necessário", disse.

"Gente de todo o mundo está dizendo que estes programas não nos tornam mais seguros; prejudicam nossa economia, nossos países, limitam nossa capacidade de nos comunicarmos, de pensar, viver, ser criativos, ter relações e nos associarmos livremente", disse Snowden aos presentes.

O evento também contou com a presença de Sarah Harrison, cidadã britânica funcionária do WikiLeaks que tem acompanhado Snowden desde que ele chegou à Rússia, além de seu advogado russo Anatoly Kucherena.

Uma das participantes, a ex-conselheira de ética do Departamento de Justiça Jesselyn Radack, declarou que Snowden parecia "muito saudável".

"Ele estava engraçado e envolvente, não parecia preocupado, não parecia ter perdido peso e não aparentava estar pálido ou doente de forma alguma", declarou ela em um discurso televisionado, prevendo que mais pessoas poderão seguir seu exemplo.

"Eu realmente acho que ele teve um efeito maravilhoso para os Estados Unidos e para o mundo", declarou. "A coragem é contagiosa", completou.

----------------------------------------------

Abaixo, os vídeos divulgados: