Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Putin autoriza manifestações durante Jogos Olímpicos

Internacional

Sochi

Putin autoriza manifestações durante Jogos Olímpicos

por Redação — publicado 04/01/2014 14h12, última modificação 04/01/2014 16h47
Cedendo às pressões do COI, presidente russo assina decreto, mas estabelece restrições a protestos
Alexey Nikolsky/Ria Novosti/AFP
O presidente russo, Vladimir Putin, dá autógrafo durante visita a centro de voluntários em Sochi

O presidente russo, Vladimir Putin, dá autógrafo durante visita a centro de voluntários em Sochi

Cedendo às pressões do Comitê Olímpico Internacional (COI), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, decidiu autorizar a realização de manifestações durante os Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, anulando uma decisão de agosto que as proibia.

De acordo com o decreto assinado neste sábado 4, Putin permite as manifestações desde que sejam realizadas em uma área especial e em coordenação com as autoridades de Sochi entre os dias 7 e 23 de fevereiro, quando acontece o evento esportivo. As autoridades podem também limitar o número de participantes nos protestos.

Em agosto de 2013, Putin assinou um decreto que proibia manifestações nas áreas próximas do balneário do Mar Negro a partir de 7 de janeiro. Mas em dezembro, o presidente do COI, Thomas Bach, já tinha revelado que as autoridades russas concordavam em estabelecer zonas de protestos durante os jogos de inverno.

Nos dias 29 e 30 de dezembro, dois atentados suicidas atingiram a cidade de Volgogrado, levantando dúvidas quanto à segurança dos Jogos Olímpicos de Inverno. O primeiro ocorreu na principal estação de trem de Volgogrado, localizado a 700 quilômetros de Sochi. O segundo, foi em um trólei, meio de transporte público comum nas cidades russas. Os atentados deixaram 34 mortos.

Com informações da AFP e da Agência Brasil