Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Para as massas

Internacional

Argentina

Para as massas

por Redação Carta Capital — publicado 16/12/2011 11h21, última modificação 16/12/2011 11h21
Com o argumento de “democratizar o futebol”, o governo já desembolsou 470 milhões de dólares com o programa de estatização de transmissões
kirchner

Com o argumento de “democratizar o futebol”, o governo já desembolsou 470 milhões de dólares com o programa de estatização de transmissões. Foto: Daniel Garcia/AFP

Em tempos de escândalos da cartolagem mundial, os times argentinos deram um exemplo, em casa, de como financiar dívidas à custa do contribuinte.

Há dois anos o governo fez um acordo com a Associação de Futebol da Argentina (AFA) que estatizava a transmissão dos jogos do Campeonato Argentino de Futebol até 2019.

O governo pagaria aos clubes para transmiti-los. Só em 2011 foram 215 milhões de dólares gastos com essa espécie de “bolsa-futebol”.

Mas agora a AFA do cartola Julio Grondona, eleito pela oitava vez, conseguiu arrancar do governo verba extra de quase 53 milhões de dólares.

Ao todo, o governo já desembolsou 470 milhões de dólares com o programa, segundo dados oficiais, com o argumento de “democratizar o futebol”. Propagandas são proibidas, menos as do governo.

Cristina Kirchner é acusada de populismo e de ter se favorecido nas eleições com o programa, cujo sucesso em um país de amantes do futebol é indiscutível. Até agora, só a oposição reclamou.

registrado em: ,