Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Por Caxemira, Paquistão pagava lobby nos EUA

Internacional

Questão da Caxemira

Por Caxemira, Paquistão pagava lobby nos EUA

por Redação Carta Capital — publicado 21/07/2011 11h12, última modificação 21/07/2011 12h01
De acordo com o FBI, paquistaneses financiavam campanhas em troca de apoio pelo controle de território disputado com a Índia

O FBI, serviço secreto americano, revelou que agentes de inteligência paquistaneses financiavam campanhas políticas nos Estados Unidos em troca do incentivo americano contra a Índia na questão da Caxemira - cujo controle do território é disputado pelos dois países.

De acordo com a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta quinta-feira 21, o FBI entregou na terça-feira 19 um dossiê à Justiça americana com detalhes sobre a investigação e prendeu Syed Gulam Nabi Fai, 62, diretor do Conselho Americano da Caxemira. O outro cidadão americano envolvido é Zaheer Ahmad, 63. Ambos são responsáveis pelo conselho, uma entidade dedicada ao lobby em defesa da independência da Caxemira. Eles podem pegar até cinco anos de prisão, de acordo com o site do jornal New York Daily News. Mais 18 pessoas estão com ordem de prisão decretada.

Governos estrangeiros são proibidos de fazer contribuições para campanhas EUA e qualquer um que trabalha em favor de um governo estrangeiro deve se registrar com o Departamento de Justiça dos EUA.

Fai, o seu grupo sem fins lucrativos, e Ahmad nunca registraram que eles estavam trabalhando para o governo paquistanês, as autoridades dos EUA.

De acordo com a documentação preparada pelo FBI, o Conselho Americano da Caxenira vem sendo financiando desde 1990.

registrado em: