Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Papa pede nova atitude com filhos de homossexuais

Internacional

Igreja Católica

Papa pede nova atitude com filhos de homossexuais

por Redação — publicado 05/01/2014 10h57, última modificação 05/01/2014 11h14
No Vaticano, pontífice anunciou neste domingo a sua primeira viagem à Terra Santa entre os dias 24 e 26 de maio
Gabriel Bouys/AFP
Papa Francisco faz oração do Angelus diante da Praça São Pedro, no Vaticano

Papa Francisco faz oração do Angelus diante da Praça São Pedro, no Vaticano

O papa Francisco pediu à Igreja Católica para reconsiderar sua postura em relação aos filhos de casais homossexuais e de pais divorciados, alertando sobre uma atitude que pode se reverter em algo equivalente a "inocular uma vacina contra a fé".

"Do ponto de vista educacional, os casamentos homossexuais nos lançam desafios que às vezes compreendemos mal", disse o papa em um discurso à União Internacional de Superiores Gerais, no dia 29 de novembro, cujos trechos foram divulgados pela imprensa italiana apenas neste sábado 4.

"A quantidade de crianças escolarizadas cujos pais estão separados é muito alta", disse, acrescentando que, a estrutura familiar está mudando na atualidade. "Lembro do caso de uma menina que, com tristeza confessou à sua professora: 'a namorada da minha mãe não gosta de mim'", disse o papa, segundo os meios de comunicação.

O papa considerou que os educadores deviam se perguntar "como ensinar o Cristo a uma geração em transformação?". "Temos que cuidar para não lhes administrar uma vacina contra a fé", alertou.

Essa é a segunda vez que o pontífice faz um aceno aos homossexuais desde que assumiu o papado em março. Em julho, ele declarou: "Se alguém é gay e busca o Senhor com sinceridade, quem sou eu para julgá-lo?".

Em dezembro, a revista norte-americana The Advocate, consagrada à homossexualidade, destacou o chefe da Igreja católica como "a personalidade mais influente em 2013 na vida dos LGBT (lésbicas, gays, bi e transexuais)".

O papa convocou uma assembleia geral dos bispos, no próximo ano, para discutir a posição da Igreja em relação à família, na qual deverá ser debatido, entre outros problemas, o dos divorciados que voltaram a casar e dos filhos de pais separados.

Visita à Terra Santa Neste domingo 5, o pontífice anunciou sua viagem à Terra Santa durante a benção semanal no Vaticano. Francisco visitará, entre os dias 24 e 26 de maio, Jerusalém, Belém e Amã, a capital da Jordânia.

A visita é, até agora, a única viagem estrangeira programada para o papa em 2014.

Com informações da AFP