Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Nicolás Maduro ordena criação de 'milícias operárias'

Internacional

Venezuela

Nicolás Maduro ordena criação de 'milícias operárias'

por AFP — publicado 23/05/2013 19h20, última modificação 13/06/2013 12h08
Presidente venezuelano quer força composta por trabalhadores armados e dispostos a defender a revolução chavista
Ho/AFP
maduro.jpg-9347.html

Presidente venezuelano quer força composta por trabalhadores armados e dispostos a defender a revolução chavista

CARACAS (AFP) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, determinou na quarta-feira 22 a criação das 'milícias operárias', como parte de um corpo de defesa nacional formado por Hugo Chávez. "Ordeno avançar, o mais rápido possível, com o estabelecimento e a organização das milícias operárias bolivarianas como parte das milícias nacionais."

O objetivo "é fortalecer a aliança operária-militar" e obter um maior respeito para a classe trabalhadora, afirmou Maduro em um ato de graduação na Universidade Bolivariana de Trabalhadores Jesús Rivero, em Caracas. "Serão ainda mais respeitados se as milícias tiverem trezentos mil, um milhão, dois milhões de trabalhadores e trabalhadoras uniformizados e armados, preparados para a defensa da soberania e da revolução."

As milícias bolivarianas foram criadas em 2005 pelo ex-presidente Chávez, como corpo de apoio às Forças Armadas para a defesa do país. Atualmente, o seu efetivo é estimado em 130 mil homens.

O anúncio ocorre um mês após o início do mandato de Maduro e em um contexto de crise pós-eleitoral, com a contestação dos resultados, uma inflação crescente e uma escassez de bens básicos que o obriga a negociar com o setor privado para evitar o colapso econômico.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: ,