Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Maioria dos americanos aceita monitoramento das comunicações

Internacional

Estados Unidos

Maioria dos americanos aceita monitoramento das comunicações

por AFP — publicado 11/06/2013 10h04
Segundo pesquisa encomendada pelo jornal The Washington Post, 56% dos entrevistados aprovam o monitoramento das comunicações e 62% acreditam na importância de o governo investigar ameaças terroristas
Paul J. Richards / AFP
Agência Nacional de Segurança

A Agência Nacional de Segurança em Fort Meade, Maryland

WASHINGTON (AFP) - A maioria dos cidadãos americanos acredita que o programa federal de vigilância das comunicações adotado pelo governo dos Estados Unidos é uma medida "aceitável" para se enfrentar a ameaça "terrorista", apesar da violação da privacidade. O dado é de uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira 11 pelo instituto Pew, a pedido do jornal The Washington Post.

Segundo a pesquisa, 56% das pessoas entrevistadas aprovam o monitoramento das comunicações telefônicas dos cidadãos, contra 41% que consideram esta prática "inaceitável".

A enquete aponta ainda que 62% dos americanos acreditam na importância de o governo federal investigar possíveis ameaças terroristas, apesar da invasão da vida privada, o que é rejeitado por um terço da população.

Uma vigilância ampliada do governo para controlar as comunicações tem a aprovação de 45% dos americanos, mas é considerada "inaceitável" por 52% dos cidadãos.

O The Washington Post e o The Guardian revelaram na semana passada que a Agência Nacional de Segurança (NSA) monitora milhões de comunicações telefônicas, e-mails e outros contatos pela Internet para detectar possíveis ameaças terroristas aos Estados Unidos.

A pesquisa foi realizada por telefone entre 6 e 9 de junho, com 1.004 americanos.

registrado em: