Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Líderes mundiais exaltam legado de Mandela

Internacional

Luto

Líderes mundiais exaltam legado de Mandela

por Deutsche Welle publicado 06/12/2013 10h12
Obama diz que foi um dos milhões a se inspirarem no ex-presidente sul-africano
Leon Neal / AFP
Nelson Mandela

Mulher tira foto de busto em homenagem a Mandela em Londres, no Reino Unido. O ex-presidente sul-africano é lembrado no mundo todo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi um dos primeiros líderes mundiais a ir a público nesta quinta-feira (05/12) lamentar a morte de Nelson Mandela. Em pronunciamento, ele afirmou que foi um dos milhões que se inspirou no ex-presidente da África do Sul.

"Ele transformou a África do Sul e emocionou todos nós. Sou um dos milhões que se inspirou em Mandela", disse o primeiro presidente negro dos EUA. "A primeira coisa que fiz na política foi um protesto contra o apartheid."

Obama afirmou ainda que Mandela fez "mais do que se pode esperar de qualquer homem" e desejou que seu legado continue inspirando a humanidade. "No dia em que foi liberado entendi o que um homem pode conseguir com sua esperança, deixando de lado seus medos", assinalou.

Leia outras reações:

Dilma Rousseff, presidente do Brasil

"Personalidade maior do século 20, Mandela conduziu com paixão e inteligência um dos mais importantes processos de emancipação do ser humano da história contemporânea – o fim do apartheid na África do Sul. O combate de Mandela transformou-se em um paradigma para todos aqueles que lutam pela justiça, pela liberdade e pela igualdade."

Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU

"Estou profundamente triste com a morte de Nelson Mandela, um campeão pela justiça. Ninguém como ele fez tanto pelos valores e aspirações das Nações Unidas."

David Cameron, premiê britânico

"Mandela foi uma figura grandiosa de nosso tempo - uma lenda em vida e agora, na morte, um verdadeiro herói global. Em seu país que tanto amava ele será lembrado como o homem que foi a personificação do encanto."

Jacob Zuma, atual presidente da África do Sul

"Mesmo já sabendo que esse dia viria, nada pode diminuir nossa sensação de ter sofrido uma profunda e duradoura perda. Sua incansável luta pela liberdade lhe rendeu o respeito do mundo todo. Sua humildade, sua compaixão e sua humanidade lhe renderam amor."

Desmond Tutu, arcebispo e Nobel da Paz

"Mandela nos ensinou como andar juntos."

José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia

"Mandela mudou o curso da história para seu povo, seu país, o continente e o mundo. Meus pensamentos estão com seu povo e sua família."

François Hollande, presidente da França

"Apesar das humilhações intermináveis de uma detenção que durou 27 anos, conseguiu não só derrotar um regime, como também reconciliar os sul-africanos e fazer prevalecer a democracia."

Stephen Harper, premiê do Canadá

"O mundo perdeu um dos seus principais líderes morais e estadistas. Apesar dos longos anos preso, deixou a prisão rechaçando a vingança. Em vez disso, estava cheio do desejo de verdade e reconciliação."

Mark Rutte, premiê da Holanda

"Mandela foi um homem único, com carisma sem precedentes e uma grande autoridade moral."

Joseph Blatter, presidente da Fifa

"Ele foi provavelmente um dos maiores humanistas de nosso tempo. Compartilhou uma crença inabalável na força extraordinária do futebol para unir pessoas em paz."

Catherine Ashton, chefe da diplomacia europeia

"Mandela, mais do que qualquer outro, inspirou minha geração e nosso mundo. Hoje choramos sua morte, mas também celebramos sua vida."

Edição Alexandre Schossler
RPR/ ap/ afp/ rtr/ efe

registrado em: