Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Líder estudantil é a deputada mais votada no Chile

Internacional

América Latina

Líder estudantil é a deputada mais votada no Chile

por Redação — publicado 19/11/2013 11h16, última modificação 19/11/2013 11h22
Camila Vallejo, destaque das manifestações pela reforma estudantil em 2011, recebeu 43,5% dos votos no distrito de La Florida, um recorde desde a ditadura Pinochet
Martin Bernetti / AFP
Camila Vallejo

Camila Vallejo durante campanha em 10 de novembro de 2013

A líder do movimento estudantil chileno Camila Vallejo, um dos nomes que se destacaram nas manifestações pela educação gratuita em 2011, foi eleita no fim de semana a deputada federal mais votada do país. É a maior aprovação de um dirigente comunista desde o fim da ditadura de Pinochet. A integrante do Partido Comunista do Chile, de 25 anos, obteve 43,5% dos votos no distrito de La Florida.

"Vamos celebrar nossa vitória nas ruas de La Florida," disse ela no Twitter logo após a vitória, referindo-se a um bairro de Santiago.

Outros três nomes saídos do movimento estudantil foram eleitos, segundo o site Opera Mundi: Karol Cariola, ex-líder da Federação de Estudantes da Universidade de Concepción, conseguiu 38% no distrito de Recoleta, ao sul de Santiago; Gabriel Boric, ex-presidente da Federação de Estudantes da Universidade do Chile (sucessor de Camila no cargo) e Giorgio Jackson, presidente da Federação de Estudantes da Universidade Católica.

Os protestos estudantis de 2011 abalaram o governo do presidente à época, Sebastián Piñera, e também serviram para ajudar a impulsionar a campanha de Michelle Bachelet para este ano, com a proposta de implementar reformas fiscais que financiem a reforma educacional no país.

registrado em: ,