Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Obama afirma que impacto será sentido por algum tempo

Internacional

Furacão Irene

Obama afirma que impacto será sentido por algum tempo

por Redação Carta Capital — publicado 27/08/2011 11h11, última modificação 28/08/2011 22h53
Brooklyn e partes mais baixas de Manhattan estão alagadas; ao menos 18 pessoas morreram e cerca de 4 milhões estão sem luz

Depois de assustar a população e causar ao menos 15 mortes nos Estados Unidos, o Furacão Irene enfraqueceu e deixou a cidade de Nova York. Mesmo assim,  autoridades afirmam que é necessário manter a vigilância. As cidades atingidas ainda estão alagadas e a recomendação é para que as pessoas não deixem suas casas.

Milhares de pessoas obrigadas a evacuar suas casas já foram autorizadas a retornar. Calcula-se que 1 bilhão já foi gasto com a tragédia. Em discurso, o presidente Barack Obama afirmou que desastre ainda não terminou e que recuperação demorará algumas semanas.

Depois de passar por Carolina do Norte e Vírgina, o Furacão Irene atingiu Nova York na manhã do domingo 28. A tempestade chegou causando fores ventos e muitas enchentes na cidade de cerca de 8 milhões de pessoas. As partes mais baixas de Manhattan ficaram alagadas, assim como o Brooklyn. O epicentro passou pela cidade em Coney Island com ventos de 100 km/h, segundo a agência de notícias EFE.

Cerca de 370 mil pessoas foram deslocadas devido a passagem do Furacão. Transporte público, pontes e túneis foram fechados.

Com ventos de 100 quilômetros por hora, Irene aplacou sua força ao longo do sábado e pode ser considerada uma tempestade tropical.

A Carolina do Norte foi o primeiro estado da Costa Leste dos Estados Unidos atingido pelo Furacão Irene. O fenômeno provocou fortes chuvas e ventos intensos na região.

O furacão chegou aos Estados Unidos com a categoria 1, a mínima na escala de intensidade Saffir-Simpson, que tem um máximo de 5.

O furacão deixou seis mortos ao passar pelo Caribe, e continua a sua trajetória para Norte.

Durante a passagem do Irene pela República Dominicana, mais de 11 mil pessoas tiveram de deixar suas casas no início da semana. O furacão também causou danos em Porto Rico, onde três pessoas morreram e mais de 30 mil tiveram de deixar suas casas.

*Com informações da Agência Brasil

registrado em: