Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Ex-premier é condenada a 7 anos de prisão

Internacional

Yulia Timoshenko

Ex-premier é condenada a 7 anos de prisão

por AFP — publicado 11/10/2011 10h01, última modificação 11/10/2011 16h35
Líder da Revolução Laranja, na Ucrânia, abusou de poder na assinatura de contrato de importação de gás russo

KIEV, Ucrânia (AFP) - A ex-primeira-ministra da Ucrânia Yulia Timoshenko foi condenada a sete anos de prisão por um tribunal de Kiev por abuso de poder na assinatura de um contrato de importação de gás russo, anunciou o juiz Rodion Kireev.

"O tribunal decidiu considerar Yulia Volodymirovna Timoshenko culpada e condená-la a sete anos de prisão", disse o juiz.

Timoshenko também foi condenada a pagar uma multa de 200 milhões de dólares por danos.

A ex-premier anunciou que vai apelar da sentença na justiça europeia e defendeu a luta contra o "autoritarismo" na Ucrânia.

"Vamos lutar para defender nossa reputação ante as instâncias europeias", disse Timoshenko.

"Devemos ser fortes e proteger a Ucrânia do autoritarismo e da falta de liberdade", completou a líder da oposição ao presidente Viktor Yanukovich.

*Leias mais em afpmovel.com

registrado em: