Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Em gesto simbólico, Obama aperta a mão de Raúl Castro

Internacional

África do Sul

Em gesto simbólico, Obama aperta a mão de Raúl Castro

por Redação — publicado 10/12/2013 12h34, última modificação 10/12/2013 15h08
Cumprimento dos dois líderes ocorreu durante evento em homenagem a Nelson Mandela em Johannesburgo
SABC/AFP
Obama cumprimenta Raúl Castro

Presidente dos EUA, Barack Obama cumprimenta o líder cubano Raúl Castro

O presidente dos EUA, Barack Obama, cumprimentou o líder cubano Raúl Castro com um aperto de mãos durante evento de homenagem a Nelson Mandela, morto no último dia 5. O aperto de mãos marca um gesto sem precedentes entre as atuais lideranças dos dois países em crise diplomática há mais de meio século.

Castro sorriu quando o presidente americano o cumprimentou antes de se encaminhar ao púlpito para fazer seu discurso em homenagem a Mandela nesta terça-feira 10 em Johannesburgo, África do Sul.

Obama também cumprimentou a presidenta Dilma Rousseff, que estava ao lado de Castro. Recentemente, Dilma cancelou uma visita de chefe de Estado a Washington em retaliação às atividades de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA, sigla em inglês) dos EUA.

Em seu discurso, o presidente americano exaltou Mandela como "um gigante na história" e agradeceu o povo da África do Sul por compartilhar seu líder com o mundo. "A luta dele, foi sua luta. O triunfo dele, foi seu triunfo. Sua dignidade e sua esperança encontraram expressão na vida dele e na luta pela democracia", disse.