Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Coreia do Norte ameaça EUA com "guerra total"

Internacional

Militarismo

Coreia do Norte ameaça EUA com "guerra total"

por AFP — publicado 12/10/2013 17h14, última modificação 13/10/2013 11h34
Os EUA "devem levar em conta que os atos de provocação imprudentes darão lugar a um um enfrentamento final com os Estados Unidos", disse comunicado do governo
AFP
000_Hkg9089048.jpg

Kim Jong-Un inspeciona frota norte-coreana

Seul (AFP) - A Coreia do Norte ameaçou neste sábado com uma guerra total e convocou os Estados Unidos a colocar fim as suas manobras militares e ao que descreveu como uma chantagem nuclear.

Os Estados Unidos "devem levar em conta que os atos de provocação imprudentes se chocarão com nossos ataques de represália e darão lugar a uma guerra total para um enfrentamento final com os Estados Unidos", disse em um comunicado um porta-voz da Comissão Nacional de Defesa do Norte (NDC), citado pela agência norte-coreana KCNA.

"Voltamos a insistir que os Estados Unidos devem retirar várias medidas destinadas a nos isolar e nos estrangular. Disto dependem (...) a paz e a segurança, não apenas na península coreana, mas também em território dos Estados Unidos".

Estes comentários foram feitos após dois dias de manobras navais conjuntas de Estados Unidos, Coreia do sul e Japão em frente à costa meridional da península coreana.

Na sexta-feira, a Coreia do Norte classificou este exercício naval de provocação militar séria e ameaçou enterrar no mar o porta-aviões de propulsão nuclear americano George Washington, que participou das manobras.

Além do porta-aviões, nos exercícios também participaram vários lança-mísseis, helicópteros antissubmarinos e aviões de detecção.

A Coreia do Norte condenou em várias ocasiões as manobras militares conjuntas ao sul da fronteira e ameaçou com contra-ataques que não se materializaram.