Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Brasileira morre em atentado no Líbano

Internacional

Oriente Médio

Brasileira morre em atentado no Líbano

por Deutsche Welle publicado 03/01/2014 11h23
Adolescente de Foz do Iguaçu é uma das vítimas do ataque a bomba que deixou quatro mortos e cerca de 70 feridos em Beirute
Joseph Eid / AFP

A paranaense Malak Zahwe, de 17 anos, é uma das quatro vítimas da explosão com carro-bomba ocorrida nesta quinta-feira (02/01) em Beirute, capital do Líbano. Também a madrasta da jovem morreu no ataque, que deixou ainda cerca de 70 feridos.

Filha de libaneses, Malak e seus três irmãos (duas meninas e um menino) nasceram em Foz do Iguaçu. Há quatro anos a família voltou ao Líbano por vontade do pai, que queria trabalhar no país. Lá, a jovem estudava e levava uma vida típica de adolescente, com muitos amigos.

Segundo uma prima ouvida pela agência de notícias Efe, a adolescente e a madrasta saíram para comprar um vestido quando o atentado ocorreu, às 16h15 locais. A família da vítima no Brasil recebeu durante a tarde, através da internet, a notícia de que ambas estavam desaparecidas. As mortes foram confirmadas pouco depois.

"Está todo mundo em choque. Era um dia comum e ninguém esperava isso. Ela era doce e os amigos dela estão nos procurando para entender o que aconteceu", disse Nadin Zahwe em entrevista por telefone à Efe. Segundo ela, os corpos serão enterrados no Líbano.

O Ministério de Relações Exteriores divulgou nota na qual expressa condolências às famílias das vítimas da série de atentados no Líbano e condena a violência no país. O ministério divulgou ainda não ter recebido do consulado em Beirute informações sobre a morte da brasileira.

A explosão do carro-bomba ocorreu num bairro de Beirute considerado bastião do grupo xiita Hisbolá, perto do restaurante Jawad e da antiga sede da televisão Al Manar, ligada ao Hizbollah.

Edição Rafael Plaisant
AS/efe/abr/lusa

registrado em: