Você está aqui: Página Inicial / Educação / COB quer barrar "Olimpíadas" em competições científicas

educação

Polêmica

COB quer barrar "Olimpíadas" em competições científicas

por Redação Carta Capital — publicado 03/01/2013 17h25, última modificação 06/06/2015 18h25
O Comitê Olímpico Brasileiro diz ter direito ao uso exclusivo da expressão
COB

O símbolo do Comitê Olímpico Brasileiro

Por Tory Oliveira

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB), responsável pelos esportes olímpicos no País, notificou extra-judicialmente a  Unicamp, organizadora da Olimpíada Nacional em História do Brasil, pelo uso indevido do substantivo "olimpíada" no nome da competição científica, cujos participantes são alunos do ensino fundamental e médio.

A justificativa é que o termo seria de uso exclusivo do Comitê.  Outros eventos do gênero, como a Olimpíada de Língua Portuguesa, também foram acionadas pelo COB.

Enviado para a Unicamp em 31 de outubro último, o ofício informa que "É privativo do Comitê Olímpico Brasil - COB e do Comitê Paraolímpico Brasileiro - CPOB o uso das bandeiras, lemas, hinos e símbolos olímpicos e paraolímpicos, assim como das denominações "Jogos Olímpicos", "Olimpíadas". O documento também afirma que a utilização do termo na identificação das olimpíadas escolares fará com que o público acredite que a Olimpíada Nacional em História do Brasil é um evento oficial ou patrocinado pelo COB, "o que não traduz a realidade".

Criada em 2010, a Olimpíada Nacional em História do Brasil é uma das 18 competições escolares existentes hoje no Brasil. Algumas, como a Olimpíada de Língua Portuguesa, chegam a envolver 3 milhões de estudantes.

Segundo a Unicamp, o departamento jurídico da universidade já foi acionado para tratar do caso.