Você está aqui: Página Inicial / Economia / Grupo japonês Kirin compra 100% da Schincariol

Economia

Cervejaria

Grupo japonês Kirin compra 100% da Schincariol

por Brasil Econômico — publicado 04/11/2011 10h33, última modificação 04/11/2011 10h41
Grupo japonês adquire participação dos minoritários por R$ 2 bilhões e assume controle total da cervejaria brasileira, vice-líder no mercado.

Os sócios minoritários da Schincariol, os irmãos Augusto, Daniela e Gilberto Schincariol Júnior, resistiram por exatos três meses mas acabaram chegando a um acordo e, por R$ 2,2 bilhões, a Jandagil, holding que concentra os negócios do trio, vendeu a participação de 40,5% na cervejaria para o grupo japonês Kirin.

Em agosto passado, os japoneses já haviam desembolsado R$ 3,95 bilhões por 50,45% da empresa, em negociação com os irmãos Adriano, presidente da companhia, e Alexandre Schincariol.

"Os minoritários acabaram conseguindo um valor que pode ser considerado muito bom, dado o rumo que as negociações tomaram", disse ao Brasil Econômico uma fonte próxima à família.

Segundo esse executivo, os representantes da Kirin estavam dispostos a negociar com Gilberto Schincariol Jr. - que representava os irmãos - mas mudaram de ideia quando a liminar impetrada por eles foi cassada pela justiça paulista há duas semanas.

"Até então, os minoritários vinham fazendo uma série de exigências administrativas e, a cada encontro, aumentavam mais o valor pedido", comenta a fonte.

Vice-líder

A Schincariol - dona das marcas Nova Schin, Devassa, Glacial, Baden Baden e Eisenbahn, além de refrigerantes, sucos e água - teve lucro de R$54 milhões em 2010 e receita líquida de quase R$ 2,9 bilhões.

Após um ciclo de forte expansão, o grupo sentiu o peso de novos concorrentes e acabou perdendo a vice-liderança do mercado - dominado pela Ambev - para a Cervejaria Petrópolis. A briga entre as duas, no entanto, continua acirrada, com diferença de apenas um ponto percentual de participação.

Nos últimos anos, o grupo Kirin, pressionado pela consolidação de indústria global de cerveja, realizou aquisições em países como Cingapura e Filipinas. A compra da Schincariol representa sua oportunidade para ganhar espaço na América do Sul e os japonês já planejam a venda de produtos da Schin para outros mercados.