Você está aqui: Página Inicial / Economia / Famílias devem gastar R$ 59,3 bi em cosméticos

Economia

Famílias devem gastar R$ 59,3 bi em cosméticos

por Redação — publicado 06/06/2013 18h21
Impulsionado pela Classe C, o número estimado para 2013 é mais de duas vezes maior que o registrado há dez anos
Istockphoto
Produtos de beleza

Classe C alavanca venda de produtos de beleza no País

As famílias brasileiras devem gastar neste ano 59,3 bilhões de reais em cosméticos, produtos de higiene pessoal e serviços de beleza (cabeleireiros, manicures, esteticistas), segundo um estudo do Instituto Data Popular divulgado nesta quinta-feira 6. O número é mais de duas vezes maior que os 26,5 bilhões registrados há dez anos, um crescimento de 124% no período.

Essa mudança está relacionada ao aumento do ingresso de mulheres no mercado de trabalho formal, que ajudou o consumo de produtos de beleza pelas famílias brasileiras. Segundo o instituto, houve um aumento de 35% da população feminina entre 1992 para 2012, enquanto a variação do número de mulheres com carteira assinada atingiu 157%.

Dos valores previstos para 2013, quase metade deve ser desembolsada pela classe média (47,4%). A classe alta responderá por 34,2% e a classe baixa, por 18,4%.

Salão de beleza. O instituto também relaciona a presença feminina em funções de atendimento ao público em geral como uma das razões para a ampliação de salões de beleza no País. Uma pesquisa no primeiro trimestre desse ano, com 1,3 mil brasileiras de 44 cidades de todas as regiões, mostra que elas são frequentadoras assíduas destes estabelecimentos.

Nos últimos 30 dias, diz a pesquisa, 78% das mulheres de classe alta estiveram em um salão de beleza, contra 56% das mulheres de classe média e 43% das de classe baixa.

Apesar de oito em cada dez mulheres da classe alta ter ido ao cabeleireiro, manicure e pedicure no período, do total de frequentadoras, esse público representa menos de dois quintos do total (17%). A classe baixa, por outro lado, tem quase um terço das frequentadoras (31%). Já a classe média responde por 53% das clientes.

Segundo o Data Popular, 21% das mulheres da classe média foram mais de duas vezes ao salão de beleza em um mês. Entre o público feminino da classe alta o percentual com essa frequência é de 38%. Mesmo entre as mulheres de classe baixa, 11% estiveram em um salão de beleza a partir de três vezes no mês.